Nas Notícias

Rosa Grilo ‘apanhada’ pela PJ graças ao telemóvel do marido

A Polícia Judiciária (PJ) continua a investigar o caso da morte de Luís Grilo, triatleta que foi dado como desaparecido e acabou por aparecer já sem vida, a muitos quilómetros de distância de casa, várias semanas depois. De acordo com o Correio da Manhã, Rosa Grilo, a esposa (e que é uma das principais suspeitas do crime) terá sido ‘apanhada’ por causa do telemóvel do falecido marido.

As autoridades conseguiram encontrar contradições entre a versão de Rosa Grilo e os sinais recolhidos no dispositivo telefónico móvel de Luís Grilo.

Foi este episódio que levou as autoridades a reforçarem a tese de que a mulher do triatleta estaria envolvida no crime (sendo que, mais tarde, António Joaquim, alegado amante de Rosa, também foi detido).

O telemóvel da vítima “acionou antena em casa numa altura em que Rosa disse que a vítima já tinha desaparecido de bicicleta”, conta o Correio da Manhã.

Rosa Grilo, recorde-se, terá trocado mensagens com amigos do marido e, para tal, terá usado o telemóvel do triatleta.

A viúva ter-se-á feito passar pelo marido, quando este foi contactado pelos amigos, entre 15 e 16 de julho.

Dias depois do crime, o telemóvel de Luís Grilo seria encontrado a seis quilómetros de casa, no concelho de Alenquer.

Os suspeitos do crime depositaram o corpo sem roupa, alegadamente para que este fosse devorado por javalis.

Na justiça, tanto Rosa Grilo como António Joaquim, que se encontram em prisão preventiva, têm dado versões diferentes sobre o que terá acontecido.

Ambos estão em prisão preventiva e Rosa Grilo poderá estar a equacionar defender-se… culpando António Joaquim.

Mais partilhadas da semana

Subir