Nas Notícias

Rosa Grilo poderá culpar António Joaquim pelo crime do triatleta

Os alegados homicidas do triatleta Luís Grilo, que terá sido morto a 15 de julho, têm versões diferentes sobre o que terá acontecido. De acordo com o Correio da Manhã (CM), ambos deram versões contraditórias às autoridades e a viúva poderá estar a preparar-se para ‘entregar’ o alegado amante, António Joaquim, que é suspeito do crime do triatleta Luís Grilo.

A advogada da viúva terá renunciado a representar António Joaquim neste processo e, assim, concentrar-se na defesa de Rosa Grilo.

Segundo o CM, a mulher, que terá trocado mensagens com o telemóvel de Luís Grilo já após a sua morte, assume ser inocente e terá imputado responsabilidades a António Joaquim, o outro suspeito deste processo, que também se encontra em prisão preventiva.

As provas recolhidas pelas autoridades apontam para a possibilidade do tiro fatal ter sido dado por António Joaquim.

A ex-mulher do funcionário judicial confirmou que António Joaquim mantinha uma relação extraconjugal com Rosa Grilo.

Ambos os suspeitos encontram-se em prisão preventiva.

O corpo do triatleta, recorde-se, foi encontrado a 26 de agosto em adiantado estado de decomposição e com sinais de violência, no distrito de Portalegre.

Os suspeitos do crime, Rosa Grilo e António Joaquim, queriam, alegadamente, que o corpo de Luís Grilo fosse devorado por javalis.

Mais partilhadas da semana

Subir