Nas Notícias

Tem insónias? Caminhadas à beira-mar podem resolver o problema

Sol_Praia_IPMA_900

Segundo um estudo inglês, caminhar à beira-mar pode ser o melhor remédio para combater a insónia e aumentar as horas de sono. A pesquisa, divulgada pela National Trust, conclui também que andar junto ao mar é mais benéfico do que noutros ambientes fora de portas.

Se sofre de insónias, saiba que uma caminhada perto da praia pode ser o melhor remédio e, mais do que resolver o problema, pode ser eficaz para aumentar as horas de sono.

A pesquisa, divulgada pela organização britânica National Trust, conclui também que andar junto ao mar é mais benéfico do que noutros locais ao ar livre e que ajuda a acalmar.

As conclusões deste estudo justificam-se com o facto de um passeio junto à costa proporcionar pensamentos positivos, relacionados com a infância e com a família.

Ao mesmo tempo, o mar propicia a reflexão, o que acarreta acalmia e paz de espírito, que se refletem na qualidade do sono.

“O som do oceano, a brisa e o clima, quando caminhamos à beira-mal, são adequados ao relaxamento e, mais tarde, à indução do sono”, justifica a psicológica Eleanor Ratcliffe, uma das autoras deste estudo.

No entanto, os investigadores acreditam que podem chegar mais longe na associação entre a caminhada à beira-mar e o combate às insónias e a outros distúrbios do sono.

Para a realização deste estudo, a euipa da National Trust contou com o contributo de 100 britânicos, com idades compreendidas entre os 21 e 82 anos.

Essas pessoas foram divididas em dois grupos, sendo que um deles fez caminhadas junto ao mar e o outro adotou zonas mais distantes do litoral, mas em contacto com a natureza.

Aqueles que caminharam junto ao mar dormiram mais uma hora de sono do que o normal. Os que foram para parques e montanhas dormiram em média apenas mais 12 minutos.

A mesma pesquisa contou também com um inquérito a 2000 pessoas. A conclusão aponta num sentido: quem costuma caminhar à beira-mar transmite sentimentos associados à felicidade. Otimismo, sobretudo.

Em destaque

Subir