Hoje é dia

23 de maio, nasce Eduardo Lourenço, o grande pensador português

A 23 de maio, homenageia-se o ensaísta português Eduardo Lourenço, multipremiado pensador, que nasceu neste dia. É um dos mais relevantes nomes da sociedade contemporânea, um poço sem fundo de inquietante conhecimento.

Nasceu numa pequena aldeia da Beira Interior e tornou-se senhor do mundo, marcando o pensamento ao longo de mais de 50 anos, sobretudo no pós-25 de abril.

Assinala-se hoje mais um aniversário de Eduardo Lourenço, pelo que é dia de recordar um cidadão que derrubou fronteiras.

Começou a distinguir-se em Coimbra, aquando da sua licenciatura em Ciências Histórico-Filosóficas, concluída em 1946. Na cidade do conhecimento, encontra um ambiente aberto a reflexão.

Prossegue a sua formação académica com um estágio na Universidade de Bordéus, em 1949, e torna-se embaixador da cultura portuguesa nas universidades de Hamburgo e Heidelberg (entre 1953 e 1955) e na Universidade de Montpellier (de 1956 a 1958).

É docente durante um ano na Universidade Federal da Bahia, como professor convidado de Filosofia, e passa a viver em França, em 1960.

Fixou residência em Vence, cinco anos mais tarde, e foi reitor na Universidade de Grenoble, de 1960 a 1965. Tornou-se professor jubilado em Nice, em 1988, um ano antes se tornar conselheiro cultural junto da Embaixada Portuguesa em Roma, até 1991. Em 1999, passa a ocupar o cargo de administrador não executivo da Fundação Calouste Gulbenkian, em Lisboa.

Influenciado por nomes como Husserl, Kierkegaard, Nietzsche, Heidegger, Sartre, Dostoievski, Franz Kafka ou Albert Camus, Eduardo Lourenço desenvolveu pensamentos sobre o existencialismo, sem nunca se deixar levar por correntes teóricas e ideologias.

Ao longo da sua vida, que perdura, Eduardo Lourenço publicou livros, ensaios e pensamentos. Crítico e ensaísta literário, virado predominantemente para a poesia, colecionou prémios, dos quais se destacam o bem recente Prémio Pessoa (em 2011), a Ordem de Santiago da Espada (1981) o Prémio Europeu de Ensaio Charles Veillon, Prémio Camões (1996), Cavaleiro da Legião de Honra de França (2002), Prémio Vergílio Ferreira (2001), Medalha de Mérito Cultural do Ministério da Cultura (2008), além de diversos doutoramentos honoris causa.

Eduardo Lourenço é um dos maiores nomes portugueses e merece ser homenageado. Por isso, hoje é dia de lembrar o pensador.

A história do dia 23 de maio conta-se a partir de 1179, quando o Papa Alexandre III emite a bula ‘Manifestis Probatum’, reconhecendo Portugal como reino independente. Em 1430, Joana d’Arc é capturada e entregue aos ingleses. Já em 1536, é instituída a Inquisição em Portugal, pelo Papa Clemente VII.

Já a 23 de maio de 1568, a Holanda torna-se independência da Espanha e também neste dia, em 1805, Napoleão Bonaparte é coroado Rei da Itália,

Nas Artes, em 1911, dá-se a inauguração da Biblioteca Pública de Nova Iorque. Mickey Mouse ganha voz e torna-se o primeiro desenho animado que fala, em 1929.

Nasceram a 23 de maio o Rei Felipe I da França (1052), Andrea Luchesi, compositor italiano (1741), Sacadura Cabral, aviador português (1881), Douglas Fairbanks, ator norte-americano (1883), Pär Lagerkvist, escritor sueco, Nobel da Literatura (1891), Paul Mayer, religioso alemão (1911), Eduardo Lourenço, ensaísta e filósofo português (1923), Anatoly Karpov, jogador de xadrez russo (1951), Yigal Amir, assassino do ex-primeiro-ministro israelense Yitzhak Rabin (1970), e Rubens Barrichello, piloto brasileiro de Fórmula 1 (1972).

Morreram neste dia Jehan de Lescurel, poeta e compositor (1304), Ferdinando II de Medici, Grão Duque da Toscana (1670), Augustin Louis Cauchy, matemático francês (1857), Leopold von Ranke, historiador alemão (1886), e Henrik Ibsen, dramaturgo e poeta norueguês (1906).

Morreram ainda Bonnie & Clyde, conhecido casal da história criminal norte-americana (1934), Heinrich Himmler, oficial alemão e comandante das SS durante a II Guerra Mundial (1945), Hub van Doorne, empresário e inventor holandês (1979), Cornell Capa, fotógrafo judeu norte-americano (2008), e Beto, cantor e compositor português (2010).

Hoje, assinala-se o Dia Mundial da Tartaruga e o Dia da Juventude Constitucionalista.

358Shares

Mais partilhadas da semana

Subir