Motores

Quatro dezenas de F1 fazem as delícias dos fãs no Estoril Classics

O Autódromo do Estoril vai ser ‘palco’ de um dos eventos mais interessantes de toda a temporada automobilística no nosso país ao reunir algumas das máquinas de competição mais icónicas de sempre, com destaque para os monolugares de Fórmula 1.

Desde 1920 até aos anos 1980 veremos em ação máquinas fantásticas, sendo que as que disputaram a disciplina máxima do desporto automóvel são, como é óbvio, as mais aguardadas.

Carros de equipas míticas com a Lotus, a McLaren, Tryrrell ou Williams vão marcar presença. Pelas mãos de pilotos como Ayrton Senna, Alain Prost, James Hunt ou Nigel Mansell tornaram-se famosos.

Uma atenção especial para um carro vencedor do Grande Prémio dos Estados Unidos de 1982 (em Detroit) pelas mãos de John Watson. Esse McLaren MP4 já conseguiu este ano duas vitórias, uma no Silverstone Classic e outra no Grande Prémio Belga, em Spa-Francorchamps, guiado pelo seu proprietário, Steve Hartley. Fará a sua última corrida no Estoril Classic.

Mas há mais, como o Lotus 91 com as cores inconfundíveis da John Player Special, que nos fará recordar aquele primeiro triunfo de Ayrton Senna na F1, à chuva no Estoril. Este ano foi tripulado por Nigel Mansell, e é um dos cinco Lotus 91/7 construídos, atualmente propriedade do japonês Katsu Kubota.

No total serão 15 monolugares que trazem a Portugal, as cores e os patrocínios da época e a potência de mais de 500 cv, para oferecerem um espetáculo excitante que muitos fãs não vão querer perder.

Claro que o Estoril Classic terá também a ‘magia’ de outras eras, ainda mais recuadas, na prova da HGPCA (Historic Grand Prix Cars Association), que nos traz 25 monolugares, de marcas como Ferrari, Maserati, Alfa Romeo ou BRM de provas que vão desfe os anos de 1920 a 1960.

Máquinas que passaram pelas mãos de pilotos icónicos como Tazio Nuvolari, Giuseppe Farina, Stirling Mossa, Alberto Ascari, Mike Hawthorn, Graham Hill, Jack Brabham, Jim Clark, Phil Hill e John Surtees. Isto apesar do mais valioso modelo em prova ser o Maserati 250F, que terá o alemão Stephen Rettenmaier ao volante, que está avaliado em mais de dois milhões de euros.

6Shares

Em destaque

Subir