Nas Notícias

O que quer dizer gentrificação?

Nos meios de comunicação social e no debate político, repete-se o anglicismo “gentrificação”. Mas o que quer dizer “gentrificação” e por que motivo está no centro da discussão?

Há uma palavra que se ouve vezes sem conta – sobretudo após o caso que levou à renúncia de Ricardo Robles – e cujo significado e origem suscitarão dúvidas.

Aliás, esta é atualmente uma das palavras mais pesquisadas do dicionário online Priberam, o que não surpreende, uma vez que o termo entrou, definitivamente, no debate político.

Esse mesmo dicionário dá-nos a resposta e explica-nos a origem do termo: provém do inglês “gentrify”, de “gentry”, pequena nobreza.

O significado do verbo gentrificar é “tornar nobre” e consiste em “proceder à valorização imobiliária de uma zona urbana, de modo a torná-la mais atraente para residentes dotados de maior poder económico”, explica o dicionário Priberam.

Lisboa tem sido uma das cidades onde esse processo ocorre, com antigos residentes e recém-chegados a ‘disputarem’ o mesmo espaço – com vantagem para os segundos, dadas as subidas dos preços das rendas e a menor capacidade económica dos residentes.

Gentrificação é, assim, um “processo de valorização imobiliária de uma zona urbana, geralmente acompanhada da deslocação dos residentes com menor poder económico para outro local e da entrada de residentes com maior poder económico”.

Com o caso que envolveu Ricardo Robles, o termo regressou, em força, ao vocabulário do dia a dia, nos meios de comunicação social.

A relação compreende-se, agora, uma vez que o agora ex-vereador da Câmara de Lisboa, do Bloco de Esquerda, é ‘acusado’ de comprar um imóvel, fazer obras de requalificação e propor rendas mais altas aos inquilinos, com assumida intenção de venda.

Acresce ainda que o Bloco de Esquerda fez do combate à gentrificação uma das suas batalhas políticas.

Mais partilhadas da semana

Subir