Motociclismo

Mário Patrão obrigado a abandonar o ‘Dakar’

Mário Patrão tornou-se no segundo grande nome da ‘comitiva’ portuguesa a abandonar o Rali Dakar 2019, ao sofrer uma queda na sexta etapa da prova.

O piloto de Seia, que integrava a estrutura da KTM Factory Racing, ocupava a 21ª posição da classificação geral das motos e que por isso tinha a possibilidade de vir a alcançar o seu melhor resultado de sempre no evento de maior envergadura do todo-o-terreno, foi transportado para o hospital de Lima por helicóptero.

Mário Patrão estava consciente quando foi levado para a capital peruana, e deverá agora passar por um período de recuperação, já que sofreu vários elementos, cuja extensão é ainda desconhecida.

Mais partilhadas da semana

Subir