Motociclismo

Mário Patrão “sem a devida força nos braços” foi segundo em Góis

Mário Patrão alcançou a segunda posição no Raide TT Paraíso de Góis, prova inaugural do Campeonato Nacional de Todo-o-Terreno.

O piloto de Seia – que já conquistou 25 títulos repartidos pelo enduro e o TT – demonstrou mais uma vez o seu valor aos comandos de uma KTM EXC 450.

A competir perto de ‘casa’, Mário Patrão começou a prova com um terceiro lugar no prólogo, foi o mais rápido na segunda especial com 129 km, e alcançou a segunda posição no final dos 72 km do terceiro troço cronometrado, e partiu a abrir pista para a segunda e derradeira etapa, a quarta e derradeira especial de 129 km, para terminar no pódio da prova.

“Penso que fiz uma corrida boa. Diverti-me bastante. Existiam alguma zonas típicas das provas de Góis sombrias, muito escorregadias. No sábado fiz uma etapa limpa, sem erros”, começou por contar o piloto da KTM.

Patrão explica que no segundo dia as coisas não foram tão fáceis: “No domingo a intenção era continuar, mas na fase inicial, não estava com a devida força nos braços devido ao (Arm-Pump) nos braços, relaxei um pouco, quando me apercebi já era um pouco tarde demais para o primeiro lugar, mas foi uma boa corrida, fiquei surpreendido com o resultado e com o andamento”.

“Estou com uma pequena lesão no joelho que não me tem permitido treinar, tenho estado a recuperar. O Góis Moto Clube está de parabéns. Resta-me agradecer aos patrocinadores que estão comigo e que me apoiam no meu projeto. A eles o meu muito obrigado”, acrescenta o piloto de Seia, que prossegue a sua época no Hispânia Rally de 2 a 8 de março em Granada, na vizinha Espanha.

0Shares

Mais partilhadas da semana

Subir