Motores

Filipe Albuquerque e João Barbosa sextos nas 6 Horas de Watkins Glen

Filipe Albuquerque e João Barbosa concluíram as 6 Horas de Watkins Glen na sexta posição, a mesma em que partiram para esta prova do Campeonato IMSA que hoje se disputou no traçado nova-iorquino.

Os dois pilotos portugueses, que dividiram a condução do Cadillac DPi # 5 da Action Express Racing com Mike Conway, tiveram uma corrida difícil, marcada por várias vicissitudes.

Barbosa e Conway ainda chegaram a rodar entre os cinco primeiros, mas depois viriam a perder mais tempo, com Albuquerque a cortar a meta na sexta posição, uma corrida que foi ganha pelo Mazda R24 P # 55 do Team Joest, de Harry Tincknell, Olvier Pla e Jonathan Bomarito.

“Mais uma vez não foi o nosso dia. Não bastava estarmos significativamente mais lentos que os pilotos da frente e ainda sofremos com alguns problemas. Primeiro, na luta por uma posição com os nossos companheiros de equipa, eles tiveram um furo, ainda levei um toque e fui à gravilha. Felizmente, consegui regressar, mas muito mais atrás”, conta Albuquerque.

As coisas não melhorariam, como recorda também o piloto de Coimbra: “Depois numa situação de bandeiras amarelas, fomos às boxes na tentativa de ganhar tempo e acabámos presos devido à saída do ‘safety-car’. Ficámos a uma volta dos nossos adversários. E daí em diante já nada havia que pudéssemos fazer. Foi levar o carro até ao final”.

“Resta a satisfação de Termos sido o melhor Cadillac em termos de andamento puro. Porque de resto foi tudo para esquecer. Nada a fazer, olhar em frente e esperar que na próxima corrida o jogo esteja mais equilibrado e que consigamos impôr-nosr”, remata Filipe Albuquerque.

Juan Pablo Monyota, no Acura ARX-05 # 6 do Team Penske, chegou a liderar uma boa parte da prova, mas na fase final Harry Tincknell e Oliver Jarvis, no lançaram Mazda R24 P # 77 ultrapassaram o colombiano e deram à marca japonesa e à Joest uma ambicionada ‘dobradinha’.

Mais partilhadas da semana

Subir