Nas Redes

“Bloco sempre do lado dos trapaceiros. Mas extremistas são os outros”

Nuno Melo, eurodeputado eleito pelo CDS, reagiu com ironia a um comunicado do Bloco de Esquerda, a propósito da crise política na Bolívia.

Em causa está a mudança de regime no país sul-americano, com os militares a deporem o Presidente Evo Morales, por alegada irregularidades nas eleições de outubro.

Evo Morales é de esquerda e as ações dos militares têm sido apoiados pela direita.

Em Portugal, o Bloco de Esquerda reagiu à crise política na Bolívia, classificando-a como “golpe militar”.

“Essa intervenção eufemisticamente designada como ‘sugestão’ dos militares é uma intervenção golpista, à margem do regime constitucional”, defendeu o Secretariado do partido.

O comunicado do Bloco de Esquerda mereceu uma resposta do centrista Nuno Melo, nas redes sociais.

“O BE, sempre do lado dos ditaduras e dos trapaceiros. Mas extremistas são os outros…”, escreveu.

122Shares

Mais partilhadas da semana

Subir