Hoje é dia

18 de outubro, morre Thomas Edison, o génio da lâmpada

“Génio é um por cento de inspiração e 99 por cento de transpiração”, afirmou um dia Thomas Edison, inventor norte-americano que criou a lâmpada incandescente. O ‘feiticeiro de Menlo Park’ morreu a 18 de outubro de 1931 e é recordado hoje.

Hoje é dia de recordar Thomas Edison, que nasceu em Ohio, a 11 de fevereiro de 1847, destacando-se pela sua capacidade criativa. Edison foi um inventor e empresário, que desenvolveu diversos dispositivos que suscitaram o interesse da indústria.

O ‘feiticeiro de Menlo Park’, como era conhecido, registou 2332 patentes, sendo que o fonógrafo é uma de suas principais invenções.

As suas contribuições mais universais para o desenvolvimento tecnológico e científico são a lâmpada elétrica incandescente, o gramofone, o cinescópio, o ditafone e o microfone de grânulos de carvão para o telefone.

Edison é um dos precursores da revolução tecnológica do século XX e teve, por outro lado, um papel determinante na indústria do cinema, com a criação, por exemplo, do cinetógrafo

Aperfeiçoou o telefone, a máquina de escrever e trabalhou em diversos projetos, desde o empacotamento de alimentos em vácuo a um aparelho de raios X, entre diversos outros métodos e mecanismos inovadores. Viria a morrer em Nova Jérsia, a 18 de outubro de 1931, com 84 anos.

Nasceram a 18 de outubro Louis-Claude Bourdelin, químico francês (1696), Thomas Phillips, pintor britânico (1770), Lee Harvey Oswald, assassino do Presidente dos EUA, John Kennedy (1939), e Martina Navratilova, ex-tenista checa, naturalizada norte-americana (1956).

Nasceram também José Wallenstein, ator e encenador português (1959), Jean-Claude Van Damme, ator belga (1960), e Wynton Marsalis, trompetista e compositor norte-americano (1961).

Morreram neste dia Heinrich von Freiberg, teólogo católico e filósofo alemão (1340), João de Aviz, Infante de Portugal (1442), Manuel da Nóbrega, jesuíta missionário português (1570), e Ferdinando de Habsburgo, Príncipe de Astúrias (1578).

Morreram ainda Pietro Liberi, pintor italiano (1687), Joseph Paul Ziegler, compositor alemão (1767), Gomes Freire de Andrade, militar português (1817), Charles Babbage, matemático britânico (1871), Thomas Edison, inventor norte-americano (1931), e Manuel Teixeira Gomes, político, diplomata e escritor português (1941).

46Shares

Mais partilhadas da semana

Subir