Nas Redes

Más condições dos animais no presépio geram polémica em Vila do Conde

A Câmara de Vila do Conde volta a ser criticada, nas redes sociais, pelas más condições dos animais que integram o presépio instalado no centro da cidade.

De acordo com os comentários que circulam nas redes, o burro e o boi que fazem parte do presépio “permanecem num espaço mínimo, onde não conseguem dar a volta ao próprio corpo”.

“Encontram-se o dia inteiro de pé, presos por uma corda na boca à sebe que os limita, sem se puderem movimentar e a maior parte das vezes sem água”, apontam ainda as denúncias.

Muitos internautas têm denunciado a caso a outras autoridades. No entanto, tratando-se de um burro e de um boi, não têm ‘direitos’ protegidos por lei, pois esta cobre apenas os animais de companhia.

EDITADO

Alguns comentários feitos nas últimas horas indicam que os animais terão sido retirados.

Mais partilhadas da semana

Subir