Hoje é dia

11 de abril, memórias de Armando Cortez

armando cortezOnze de abril traz memórias de Armando Cortez, homem do teatro, que representou inúmeras peças e infinitas personagens, de ‘a’ a ‘z’, como o seu nome. Morreu neste dia, em 2002, e deixou um canto do palco vazio.

Hoje é dia de homenagear o teatro com memórias de Armando Cortez, o delicado homem do palco que nasceu a 23 de junho de 1928, em Lisboa, cidade onde viria a morrer, a 11 de abril de 2002 – assinala-se em 2012 uma década deste a morte do ator, encenador, argumentista e produtor português.

Ator de teatro desde 1946, Armando Cortez dirigiu o musical ‘Annie’, de Thomas Meehan, para o Teatro Maria Matos, em 1983. Foi também diretor da Casa do Artista, instituição de apoio às artes, que fundou com outro nome enorme: Raul Solnado. A sala de espetáculos desta instituição viria a ser rebatizada – Teatro Armando Cortez – como homenagem ao ator.

Armando Cortez foi agraciado pelo então Presidente da República Jorge Sampaio com o grau de Grande-Oficial da Ordem do Infante D. Henrique, como reconhecimento pelo seu trabalho no mundo das Artes, na expansão da cultura portuguesa, da sua História e dos seus valores. Morreu aos 73 anos, em Lisboa, vítima de paragem cardiorrespiratória.

A história da História do dia 11 de abril conta-se com outros factos. Em 1713, é assinado o Tratado de Utrecht, que põe fim à guerra da sucessão espanhola (1701–1714), que envolveu diversas potências europeias.

Em 1775, realiza-se a última execução por bruxaria na Alemanha. Mais tarde, em 1814, no Castelo de Fontainebleau, Napoleão Bonaparte assinou o tratado em que abdicava do trono de França, em favor do filho.

Já em 1899, Espanha cede Porto Rico aos EUA. Em Cuba, a 11 de abril de 1901, é publicada em Havana a primeira edição do jornal ‘El Mundo’.

A Organização Internacional do Trabalho – agência ligada à Organização das Nações Unidas especializada nas questões do trabalho – nasce neste dia, em 1919.

Em 2002, dois factos ocorreram neste dia: um golpe de Estado contra o ex-presidente da Venezuela, Hugo Chávez, que regressaria o poder dois dias mais tarde, e um atentado terrorista contra uma sinagoga na Tunísia, que mata 21 pessoas.

Nasceram neste dia Septímio Severo, rei de Roma entre 193 e 211 (145), D. João I (1357), James Parkinson, médico inglês (1755), Arnold Ulitz, escritor alemão (1888), e António de Spínola, militar e político português (1910).

Morreram a 11 de abril Romanus III, imperador bizantino (1034), Bento de Góis, jesuíta e explorador português (1607), Joseph Merrick, ‘O Homem Elefante’, portador do síndrome de Proteus (1890), Enver Hoxha, ditador da Albânia (1985), e Armando Cortez, ator português (2002).

Assinala-se hoje o Dia Mundial da Doença de Parkinson. Nos anos de 1993, 2004 e 2066, celebra-se a Páscoa.

Quer receber o Hoje é Dia todos os dias na sua caixa de correio?


Vídeos em Destaque

Patrocinado

Newsletters PT Jornal

O que quer receber?

Mais partilhadas da semana

Subir