Hoje é dia

11 de abril, memórias de Armando Cortez

armando cortezOnze de abril traz memórias de Armando Cortez, homem do teatro, que representou inúmeras peças e infinitas personagens, de ‘a’ a ‘z’, como o seu nome. Morreu neste dia, em 2002, e deixou um canto do palco vazio.

Hoje é dia de homenagear o teatro com memórias de Armando Cortez, o delicado homem do palco que nasceu a 23 de junho de 1928, em Lisboa, cidade onde viria a morrer, a 11 de abril de 2002 – assinala-se em 2012 uma década deste a morte do ator, encenador, argumentista e produtor português.

Ator de teatro desde 1946, Armando Cortez dirigiu o musical ‘Annie’, de Thomas Meehan, para o Teatro Maria Matos, em 1983. Foi também diretor da Casa do Artista, instituição de apoio às artes, que fundou com outro nome enorme: Raul Solnado. A sala de espetáculos desta instituição viria a ser rebatizada – Teatro Armando Cortez – como homenagem ao ator.

Armando Cortez foi agraciado pelo então Presidente da República Jorge Sampaio com o grau de Grande-Oficial da Ordem do Infante D. Henrique, como reconhecimento pelo seu trabalho no mundo das Artes, na expansão da cultura portuguesa, da sua História e dos seus valores. Morreu aos 73 anos, em Lisboa, vítima de paragem cardiorrespiratória.

A história da História do dia 11 de abril conta-se com outros factos. Em 1713, é assinado o Tratado de Utrecht, que põe fim à guerra da sucessão espanhola (1701–1714), que envolveu diversas potências europeias.

Em 1775, realiza-se a última execução por bruxaria na Alemanha. Mais tarde, em 1814, no Castelo de Fontainebleau, Napoleão Bonaparte assinou o tratado em que abdicava do trono de França, em favor do filho.

Já em 1899, Espanha cede Porto Rico aos EUA. Em Cuba, a 11 de abril de 1901, é publicada em Havana a primeira edição do jornal ‘El Mundo’.

A Organização Internacional do Trabalho – agência ligada à Organização das Nações Unidas especializada nas questões do trabalho – nasce neste dia, em 1919.

Em 2002, dois factos ocorreram neste dia: um golpe de Estado contra o ex-presidente da Venezuela, Hugo Chávez, que regressaria o poder dois dias mais tarde, e um atentado terrorista contra uma sinagoga na Tunísia, que mata 21 pessoas.

Nasceram neste dia Septímio Severo, rei de Roma entre 193 e 211 (145), D. João I (1357), James Parkinson, médico inglês (1755), Arnold Ulitz, escritor alemão (1888), e António de Spínola, militar e político português (1910).

Morreram a 11 de abril Romanus III, imperador bizantino (1034), Bento de Góis, jesuíta e explorador português (1607), Joseph Merrick, ‘O Homem Elefante’, portador do síndrome de Proteus (1890), Enver Hoxha, ditador da Albânia (1985), e Armando Cortez, ator português (2002).

Assinala-se hoje o Dia Mundial da Doença de Parkinson. Nos anos de 1993, 2004 e 2066, celebra-se a Páscoa.

Quer receber o Hoje é Dia todos os dias na sua caixa de correio?


Patrocinado

Apps PT Jornal

Descarregar na App StoreDescarregar do Google Play

Newsletters PT Jornal

Selecione as newsletters

Mais partilhadas da semana

Subir