Motores

Uma prova difícil para Pedro Antunes no Algarve

Pedro Antunes teve um final de temporada longe daquilo que ambicionava, não conseguindo os objetivos a que se propunha na Peugeot Rally Cup Ibérica no Rali Casinos do Algarve.

A sorte não quis nada com o piloto de Sintra na prova algarvia, que também foi a derradeira da temporada do European Rally Trophy.

Pedro Antunes e o seu navegador Paulo Lopes estavam entre os principais à vitória na competição da Peugeot Portugal e Espanha para os 208 R2, onde foi o único a repetir vitórias durante a época, e apesar de ter entrado confiante na prova do Clube Automóvel do Algarve, um furo e uma jante partida acabaram por custar muito tempo à equipa.

Foi inevitável a desistência da primeira etapa, sendo que depois de recuperar o Peugeot 208 R2 assistido pela PT Racing, restava a Pedro Antunes competir para provar o seu valor, já que o troféu para si estava perdido. Ainda assim o piloto de Sintra acumulou quilómetros e conseguiu ainda subir ao pódio final.

“Não foi a prova que esperávamos, nem o ano que queríamos a nível de resultados mas foi importante pela boa evolução que conseguimos. Agradeço à minha equipa PT Racing, aos nossos patrocinadores por mais uma época de excelentes experiências, ao Paulo Lopes que fez um excelente trabalho e claro ao meu pai e à minha família por todo o apoio incondicional”, afirma Pedro Antunes sobre esta derradeira prova de 2018.

1Shares

Mais partilhadas da semana

Subir