Motores

Título de duas rodas motrizes de Diogo Gago “é fruto do trabalho ao longo do ano”

diogogagoalgarve5

Diogo Gago e Hugo Magalhães sagraram-se campeões nacional de ralis na categoria de duas rodas motrizes, depois de terem dominado a classe na derradeira prova da temporada.

O domínio da dupla do Peugeot 208 R2 no Rali Casinos do Algarve ao nível dos R2 não mereceu qualquer contestação, e espelhou o forte andamento que não se limitou a gerir a vantagem conquistada no primeiro dia de prova.

“Não entrámos no Rali Casinos do Algarve com intenção de gerir o que quer que fosse. Entrámos determinados em ganhar e dessa forma não deixar margem para dúvidas quanto á conquista do título Nacional de duas rodas motrizes”, começa por dizer Diogo Gago.

“O pleno de vitórias em troços nas duas rodas motrizes e os nossos resultados á geral demonstram a nossa determinação em dominarmos a nossa classe. O andamento que demonstrámos é fruto do trabalho que temos efectuado com a equipa ao longo do ano, tendo em vista o título nacional, por isso a vitória na prova e a conquista do título nacional são mais do que merecidos para todos nós”, refere também o piloto de São Brás de Alportel.

diogogagoalgarve6

“Não posso deixar de enviar um forte agradecimento a todos os que estiveram do nosso lado ao longo desta temporada. Este é um título muito saboroso, pois mesmo sem termos tido oportunidade de marcar presença em todas as provas, acabámos por alcançar os nossos objetivos”, destaca Diogo Gago.

“Agora é altura de celebrar, mas também de perceber como será a próxima época. Esta época fomos conseguindo com muito esforço confirmar as provas uma a uma, mas para quem se propõe a conquistar títulos, este não é de todo o cenário ideal”, afirma ainda o piloto algarvio.

“Depois de nos termos sagrado campeões nacionais de Ralis e de termos conseguido ser os primeiros portugueses a vencer uma prova do Campeonato Europeu Júnior de Ralis, penso que já fizemos por merecer apoios que nos permitam ter um projecto desportivo mais ambicioso. Esperemos que esses apoios finalmente apareçam, pois queremos repetir vitórias e títulos já na próxima temporada, mas neste momento nada nos diz que podemos continuar a competir”, acrescenta Diogo Gago.

Fotos: AIFA

2Shares

Em destaque

Subir