Fórmula 1

Teste com a Mercedes no Abu Dhabi “não será um exame” para George Russell

George Russell vai render Valtteri Bottas aos comandos do Mercedes nos testes de Fórmula 1 que esta semana se realizam no Abu Dhabi.

O britânico da Williams esteve adoentado durante o último fim de semana de Grande Prémio da temporada 2019 e irá participar nos ensaios que a Pirelli tem agendados para o Circuito de Yas Marina por estes dias.

Russell, que é um ‘protegido’ da Mercedes desde 2017, irá ajudar a equipa juntamente com Valtteri Bottas numa semana onde o Campeão do Mundo, Lewis Hamilton, está envolvido em atividades promocionais.

O ex-campeão de Fórmula 2 conhece o Mercedes W10 dos testes realizados em Sakhir após o Grande Prémio do Bahrain no começo do ano, sendo que os ensaios desta semana se centram nos pneus de 18 polegadas que serão introduzidos na F1 dentro de pouco mais de um ano.

George Russell é um candidato natural a um futuro lugar na Mercedes e o chefe da marca de Estugarda considera que o britânico tem o que é preciso, mas não será julgado pelo que fará nestes testes: “Disse a George, que não tem estado no seu melhor da sua forma nestes últimos dias, que não se trata de um exame para passar de ano, pois estamos convencidos que ele tem as qualidades de um futuro piloto Mercedes”.

“Ele tem a velocidade intrínseca, o talent e a inteligência. Não venceu campeonatos de GP3 e Fórmula 2 à primeira tentativa por acaso. E o seu palmarés na F1 é já muito bom. Estes ensaios são uma forma para ele aumentar a experiência”, enfatiza Toto Wolff.

O responsável desportivo da Mercedes duz que acima de tudo Russell “não tem nada a prova. George está sob contrato com a Williams” e a marca alemã pretende “honrar sempre este acordo, já que lhe deu a oportunidade para se estrear na F1”, e sublinha: “Estes testes devem apenas confirmar o que já sabemos”.

Já para George Russell a única preocupação antes destes testes é a sua forma física: “Os meus problemas de saúde preocupam-me, não apenas por causa do fim de semana de corrida mas também pelos testes. Estou ali para fornecer dados preciosos ganhando a maior experiência possível e comparar o que senti quando guiei o carro no Bahrain”.

1Shares

Mais partilhadas da semana

Subir