Mundo

Seis países europeus ‘vetam’ Portugal devido ao aumento de novos casos de covid-19

Apontado durante semanas como exemplo no combate à pandemia, Portugal tem assistido a um aumento de novos casos nos últimos dias, levando alguns países europeus a imporem restrições à entrada de portugueses.

De acordo com os dados da Comissão Europeia, que na passada segunda-feira lançou um site com as restrições impostas por cada país, os portugueses estão proibidos de entrar em Espanha, Áustria, Chipre, Dinamarca, Letónia e Lituânia.

O caso de Espanha é o mais curioso. O país vizinho, um dos mais afetados pela pandemia na Europa, vai reabrir as fronteiras a 21 de junho, mas a fronteira com Portugal só será reaberta a 1 de julho.

A Áustria, para além dos portugueses, proíbe a entrada de espanhóis, britânicos e suecos.

Já o Chipre criou três ‘classes’: os cidadãos de alguns países podem entrar livremente, outros só um teste à covid-19 com resultado negativo realizado até 72 horas antes e um terceiro grupo, no qual se inclui Portugal, só é autorizado a entrar em “casos excecionais”, devidamente autorizados pelo Governo.

Na Dinamarca só podem entrar alemães, suecos, noruegueses, finlandeses ou islandeses que tenham “casa de veraneio própria”.

A entrada na Letónia e na Lituânia é autorizada mediante uma taxa de infeção nos países de origem inferior a 25 por cada 100 mil habitantes. Com uma taxa de 44 infetados por 100 mil habitantes, Portugal fica ‘vetado’.

Outros países, como a Grécia ou a Bulgária, impõem outros critérios, como a realização de uma quarentena.

0Shares

Em destaque

Subir