Motores

Scott Dixon vence segundo duelo do fim de semana da IndyCar em Detroit

Depois de ter sido infeliz na primeira corrida do fim de semana da IndyCar em Detroit, Scott Dixon impôs-se no segundo duelo.

O neozelandês da Ganassi Racing, que se tinha despistado no primeiro confronto, ‘vingou-se’ na segunda corrida da competição de monolugares mais importante dos Estados Unidos.

Sem a chuva do primeiro dia, esta segunda corrida foi disputada sob muito bom tempo, com Scott Dixon a conseguir o seu 45º triunfo na IndyCar mercê de uma boa estratégia, à imagem do que tinha feito Josef Newgarden na véspera.
Desta vez o americano da Penske – que partiu da ‘pole position’ – não teve a sorte pelo seu lado, ao despistar-se quanto se envolveu num toque com James Hinchcliffe.

Começando a corrida com os pneus mais macios da Firestone, Dixon manteve-se em pista até os pneus perderem eficácia, tal como fez Spencer Pigot. Repetiu a estratégia mais tarde quanto antecipou a segunda paragem nas boxes.
No reatamento da prova após o abandono de Newgarden Dixon manteve a liderança, levando desta vez Marcus Ericsson na sua ‘sombra’, de voltar a parar pela última vez na 45ª volta.

Uma bandeira vermelha, devido a um despiste de Felix Rosenqvist, interrompeu a corrida, mas no recomeço Scott Dixon manteve a liderança e acabou vencer diante de Marcus Ericsson, que garantiu o seu melhor resultado desde que se estreou na IndyCar.

Will Power subiu ao último lugar do pódio, mercê de uma boa estratégia da Penske, apesar de um incidente na primeira volta que o fez descer na classificação, na sequência de um pequeno problema na caixa de velocidades.
Dois pilotos da Andetti Autosport, Ryan Hunyer-Reay e Alexander Rossi, completaram o top cinco, com Rossi a ter alguma sorte em ter continuado em prova depois de se ter envolvido num dos incidentes da prova com Josef Newgarden.

4Shares

Em destaque

Subir