Motociclismo

Para Jorge Lorenzo a Honda de MotoGP é mais segura do que a Ducati

Jorge Lorenzo considera a Honda de MotoGP mais segura do que a Ducati, pelo facto de ser mais compacta.

O piloto de Maiorca, que deixou a marca de Borno Paginale para se juntar ao construtor japonês, percebeu a diferença entre a Desmosedici e a RC213V depois de a experimentar nos testes de pós-temporada no final de 2018.

Lorenzo tripulou a Honda em Valência e Jerez, terminando a menos de duas décimas do melhor tempo, mas nessa altura a Ducati, sob a qual o espanhol ainda estava sob contrato, proibiu-o de falar desses testes.

Agora, liberto de contrato com a marca italiana, Jorge Lorenzo falou sobre as suas impressões sobre a Honda, onde será companheiro de equipa do Campeão do Mundo Marc Marquez.

“No ano passado tripulei uma moto completamente diferente. Era bastante grande e alta. Talvez demasiado grande para mim. A Honda serve-me melhor em termos das suas dimensões. É mais compacta, pequena e permite-me chegar ao chão com mais facilidade. Sinto-me mais seguro a abordar as curvas, porque estamos mais próximos do solo, o que dá mais confiança. A primeira impressão foi positiva e vejo muito potencial nela”, confidencia o maiorquino.

Lorenzo é crítico relativamente à atuação da Ducati, ao mesmo tempo que elogia a forma rápida como reage a sua nova equipa, providenciado uma resposta rápida em termos de evolução da sua moto: “Uma das coisas que mais me impressionou foi a capacidade da Honda para reagir, providenciando aquilo que lhe pedimos. Foi bem claro que a Honda teve em conta todas as minhas indicações e em poucos dias tinham tudo pronto. Tinha o depósito de combustível praticamente ao meu gosto”.

Mais partilhadas da semana

Subir