Mundo

New York Times sofre rebelião interna e cancelamento recorde de assinaturas

Artigo de opinião a defender a atuação do exército para travar manifestantes abala jornal norte-americano

Um artigo de opinião intitulado “Enviem as tropas”, assinado pelo senador do Arkansas Tom Cotton provocou uma rebelião interna no New York Times.

O senador republicano defendeu uma intervenção do exército para acabar com as manifestações antirracismo em diversas cidades norte-americanas.

“O país tem de repor a ordem. Os militares permanecem prontos”, considerou, entre outras ideias que provocaram a ira de alguns editores contra a administração do jornal.

Além da revolta de vários editores, que não compreendem a divulgação de um artigo que “põe em risco jornalistas negros”, o jornal sofreu a maior quebra de cancelamentos de assinaturas da sua história.

Dezenas de jornalistas manifestaram-se contra as propostas de Tom Cotton, mas, acima de tudo, entenderam que aquele artigo vem colocar gasolina numa fogueira que as autoridades não conseguem apagar.

Desde a morte de George Floyd, um afro-americano assassinado por um polícia, em Minneapolis, surgiram diversas manifestações antirracismo, bem como atos de violência e pilhagem.

0Shares

Em destaque

Subir