Desporto

“Não se levam pessoas para os estádios, mas o Presidente tira selfies na praia com a população”

O antigo futebolista Diogo Luís defendeu que não pode ser só o futebol a dar o exemplo e exigiu responsabilidade ao Presidente da República.

Agora economista, o ex-jogador do Benfica sustentou que, enquanto os jogos da I Liga vão decorrer à porta fechada devido ao risco de contágio, Marcelo está na praia “a tirar selfies” com populares.

“Dizemos que não se levam pessoas para os estádios, mas vemos uma praia cheia com o Presidente da República a tirar selfies com a população… Não é o futebol que vai passar a mensagem mais forte, é o Presidente”, defendeu, em declarações à A Bola TV.

Para além do chefe de Estado, também António Costa tem assumido comportamentos duvidosos face à situação de desconfinamento, continuou o antigo futebolista.

“O primeiro-ministro já esteve no Bairro Alto, nas lojas… Não é o futebol que tem que passar as mensagens corretas. Se tiver tudo coordenado, concordo, agora quando vejo de um lado umas coisas e do outro lado outras coisas, aí já estamos a entrar numa situação descoordenada”, argumentou.

De acordo com o ex-jogador, não pode ser só o futebol a dar o exemplo na luta contra a pandemia de covid-19, lembrando que há outros setores económicos que vão retomar com público presente.

“Se podemos permitir isso nos cinemas e nos aviões, porque que não podemos permitir isso no futebol?”, questionou Diogo Luís.

A I Liga de futebol vai regressar no início de junho, com as dez jornadas em falta a irem decorrer à porta fechada.

O FC Porto encontra-se na liderança do campeonato, com 60 pontos, mais um do que o Benfica, segundo classificado.

0Shares

Em destaque

Subir