Nas Notícias

“Não consta que tenha devolvido um euro”, diz Paulo Morais sobre deputada do PSD

Paulo Morais acusou a deputada Clara Marques Mendes, do PSD, de ter recebido um subsídio de deslocação mensal superior a 2000 euros “apesar de ter casa em Lisboa”.

Através das redes sociais, o ativista contra a corrupção, que chegou a integrar um executivo do PSD na Câmara do Porto, explicou que a deputada recebeu esse subsídio, ao longo da legislatura anterior, para deslocações a Fafe, onde teria a residência ‘oficial’ apesar de “ter casa em Lisboa”.

“Foi denunciada a situação. Não consta que tenha devolvido um euro ou que se tenha arrependido de gastar o dinheiro (que não era seu)”, salientou o antigo candidato presidencial.

Ainda de acordo com Paulo Morais, este “comportamento” foi “premiado” pelo PSD, com Clara Marques Mendes a ser “novamente deputada por Braga e uma das mais próximas do líder” social-democrata, Rui Rio.

A deputada ainda não comentou o incidente.

Clara Marques Mendes, deputada do PSD, recebeu do Parlamento, ao longo da legislatura anterior, mais de dois mil euros…

Posted by Paulo Teixeira de Morais on Wednesday, June 3, 2020
0Shares

Em destaque

Subir