Benfica

“Loja do Benfica parecia uma sex shop, ficou tudo…”, provoca Manuel Serrão

Manuel Serrão recorreu à ironia para comentar a queixa-crime do Benfica, que comparou o incidente com Super Dragões numa loja com o “terrorismo” do ataque a Alcochete.

Logo na abertura do ‘Prolongamento’, o comentador portista fingiu indignação para com o “terrorismo” de alguns elementos dos Super Dragões na abertura da loja do Benfica no Mar Shopping.

“Ao pé disto, Alcochete foi uma brincadeira de crianças”, gozou.

Segundo o portista, “houve mortos e feridos” na loja. Até Jonas ficou lesionado, referiu: “É por causa disso que não joga”.

A certa altura, até Pedro Guerra se ria com a suposta revolta do portista.

“A loja do Benfica parecia uma sex shop. Aquilo ficou tudo… estragado”, provocou Manuel Serrão.

“Pedrógão, comparado com este ataque à loja do Benfica no Mar Shopping, foi uma fogueirinha”, insistiu.

Mais a sério, o comentador portista partilhou uma curiosidade: “Destruíram, pilharam, queimaram, mas não há fotografias”.

A concluir, Serrão deixou uma promessa: “A próxima vez que fizerem um ataque destes eu não venho mais à TVI”.

Pedro Proença também discordou da comparação dos incidentes na loja do Benfica com o ataque a Alcochete, que envolve acusações de terrorismo.

Para o adepto do Sporting, que é advogado, esta decisão do Benfica veio “relativizar a tal ponto os acontecimentos em Alcochete” transmite a sensação de que o ataque à academia leonina “não foi tão grave como pareceu”.

Depois de condenar a “publicidade desgraçada” que os Super Dragões fizeram à loja do Benfica, Pedro Proença virou-se para Serrão e, num aparte, comentou que “o CD do ‘penta xau’ também desapareceu”.

Também Pedro Guerra recorreu à ironia para comentar os incidentes.

“Quero agradecer aos Super Dragões a publicidade que fizeram à loja do Benfica no Mar Shopping”, afirmou.

Elogiando “a pujança” do Benfica na região norte, o comentador encarnado regozijou-se com as consequências do ‘ataque’ dos adeptos portistas.

“O responsável da loja deve estar a festejar com champanhe”, insistiu.

“Nunca pensei fazer isto, agradecer ao líder dos Super Dragões. Quero agradecer ao líder e a toda a estrutura dos Super Dragões, porque está a correr muito bem o negócio, [a loja] está a faturar muito bem”, concluiu Pedro Guerra.

Mais partilhadas da semana

Subir