Motores

José Pedro Fontes satisfeito com a “enorme progressão” do Citroën C3 R5

Uma prova consistente no Rali Vinho Madeira proporcionou a José Pedro Fontes um pódio que ‘serviu’ na perfeição aos seus intentos em termos de Campeonato de Portugal de Ralis.

Ao longo do evento o piloto do Citroën Vodafone Team e o seu navegador, Paulo Babo, conseguiram tirar partido do potencial de competitividade do C3 R5 nos pisos de asfalto madeirenses.

Fotos: AIFA

O resultado também premiou a preparação que fez deste evento insular, onde normalmente os pilotos locais são os grandes especialistas, por isso ser o melhor piloto continental na prova também lhe deu bastante satisfação.

“Conseguimos alcançar um objectivo importante que foi vencer o rali em termos nacionais e, paralelamente, 15 especiais. Foi uma prova dura, que disputamos de forma empenhada e sempre na tentativa de alcançar melhores resultados em cada especial”, começou por salientar José Pedro Fontes após a prova.

“Na última etapa promovemos algumas mudanças importantes em termos de suspensão, sendo que este é um trabalho que vai ter seguimento, já que estamos permanente focados no desenvolvimento do carro que, como é sabido, é novo e tem ainda muito para afinar”, salientou o piloto do Porto.

“Não posso deixar de sublinhar facto de o carro revelar uma capacidade enormíssima, sendo inquestionável a enorme margem de progressão que revela. Estamos muito satisfeito com o trabalho realizado, com o resultado da prova e agora há pouco tempo de descanso, porque dentro de pouco mais de um mês estaremos de novo em competição”, acrescentou José Pedro Fontes, que agora vai gozar um curto período de férias antes do regresso ao campeonato, a 21 e 22 de setembro para a disputa do Rali Amarante/Baião.

Mais partilhadas da semana

Subir