Motores

José Pedro Fontes deixou as ‘esperanças’ do campeonato em Monchique

José Pedro Fontes e Inês Ponte partiam para a derradeira prova do Campeonato de Portugal de Ralis com esperanças de vitória, mas a dupla não viria a concluir o Rali Casinos do Algarve.

Uma saída de estrada na zona de Monchique pôs fim às expetativas de Fontes, que chegava à prova algarvia na quarta posição do campeonato e moralizado com o triunfo conseguido no rali anterior, na Marinha Grande.

Fotos: AIFA

Apesar de ter sido o adversário que mais luta deu ao vencedor do rali algarvio no primeiro dia, na etapa de sábado o piloto do Citroën C3 R5 acabaria por perder o controlo do carro, quando apanhou uma parte da especial suja e perdeu aderência.

‘Zé Pedro’ tinha montando “pneus mais rijos” do que os adversários para o segundo dia, “já que os pisos estavam a secar”.

E tudo parecia correr bem até ao terceiro troço da tirada, como explicou: “Na primeira especial do dia ainda tivemos algumas dificuldades, mas na seguinte estava tudo a correr bastante bem e o andamento era aquele que pretendíamos. Porém, sai largo num topo antes de uma curva e entrei na gravilha, perdendo por completo a aderência”.

“Despistámo-nos e os danos no carro impossibilitaram a continuidade na prova. Para terminar gostava de deixar os meus sinceros parabéns ao Ricardo Teodósio e ao José Teixeira pela conquista dos seus primeiro títulos absolutos de ralis” acrescentou o piloto do Porto.

Apesar de falhar o seu objetivo no campeonato, José Pedro Fontes conclui a temporada com dois triunfos inequívocos, que provam a competitividade do seu Citroën C3 R5.

0Shares

Mais partilhadas da semana

Subir