Cultura

Israel: Antigo primeiro-ministro condenado à prisão dá início à pena

israel antigo pm prisaoCondenado em março de 2014, Ehud Olmert entrou hoje na prisão. O antigo primeiro-ministro israelita insistiu que está inocente, apesar do tribunal o ter considerado culpado de corrupção e obstrução à justiça, devido a projeto imobiliário em Jerusalém marcado pela polémica.

À época, Ehud Olmert era o autarca de Jerusalém (entre 1993 e 2003), cargo que acumulava com a liderança do Ministério da Indústria. Só anos mais tarde foi eleito primeiro-ministro (de 2006 a 2009).

O tribunal deu como provado que o político recebeu ‘luvas’ para aprovar um projeto imobiliário em Jerusalém considerado “faraónico”.

Em março de 2004, o antigo primeiro-ministro, que tem 70 anos, foi condenado a seis anos e oito meses de prisão, mas o recurso, analisado em dezembro, determinou uma redução da pena para 19 meses.

Hoje, Ehud Olmert tornou-se no primeiro chefe de Governo israelita a cumprir pena de prisão, tendo dado entrada no estabelecimento prisional de Ma’asiyahu, perto de Telavive.

Antes, o político divulgou um vídeo para repetir que está inocente, apesar de ter cometido “alguns erros” durante o percurso.

“Quando era primeiro-ministro, foi-me confiada a mais alta responsabilidade de garantir e proteger a segurança dos cidadãos de Israel. Hoje, sou eu quem está prestes a ser posto atrás de grades. A vida oferece-me um teste nada simples e enfrento-o com grande tristeza”, comentou.

 

Mais partilhadas da semana

Subir