Motores

Hayden Paddon reage mal à opção da Hyundai por Craig Breen

Foi nas redes sociais que Hayden Paddon demonstrou o seu desagrado pela decisão da Hyundai em contratar Craig Breen para o Rali da Finlândia deste ano.

O neozelandês que fez a sua última prova aos comandos de um i20 Coupé WRC no final de 2018 esperava ser chamado pela equipa de Alzenau, e diz não compreender a estratégia da mesma, acusando-a de falta de consideração.

Paddon, Campeão do Mundo de P-WRC em 2010 usou mesmo a ironia num tweet: “Será que é um peixe de abril”. Mais tarde o piloto ‘kiwi’ postou uma mensagem mais longa na sua conta do facebook, onde demonstrou o seu estado de espírito e o do seu co-piloto, John Kennard, face à decisão da Hyundai Motorsport.

Sobressaem algumas passagens onde fica demonstrado o desagrado, e não apenas com a equipa liderada por Andrea Adamo: “Durante muito tempo tentamos fazer boas coisas. Para já desejo o melhor para Craig neste rali. Rebao todas as informações de que nos recusamos a fazer um rali com a Hyundai. É incorreto e fui tratado de forma desproporcionada pelos ‘media’”.

“Para já havia negociações para este rali e tínhamos recebido a notícia de uma não presença permanente em 2019 em dezembro último. A emoção é notória depois de termos sidos deixados sem soluções”, refere também Hayden Paddon no seu post.

O neozelandês explica ainda: “Após fevereiro estivemos ativamente em comunicação com a equipa, não importa em que papel – ensaiador, um rali (Finlândia)….A minha paixão foi sempre o WRC e sinto-me no pico de forma neste momento. Conheço bem o carro e estou pronto para saltar para o ‘cockpit’ para fazer um bom trabalho”.

4Shares

Mais partilhadas da semana

Subir