Desporto

FC Porto evoca os 30 anos da Taça Intercontinental (a primeira)

O FC Porto assinala hoje a conquista da Taça Intercontinental de 1987, após o triunfo sobre o Peñarol. Os dragões venceram outra Intercontinental (2004), mas a final de Tóquio ficou na memória pelo campo coberto de neve e a bola a entrar ‘em câmera lenta’ na baliza dos uruguaios.

A partida foi transmitida na profunda noite de 13 de dezembro de 1987, a partir das 3h00. Nesse dia (no Japão), um nevão tinha caído sobre Tóquio, surpreendendo até a população local. E nem o FC Porto, nem o Penãrol Montevideu estavam minimamente habituados a jogar na neve. Hoje, dificilmente o árbitro (o austríaco Franz Wöhrer) daria início à partida, por falta de condições.

Com o campo ‘pintado’ de branco, jogou-se com uma bola amarela. Uma bola que não rolava, travada pela neve. Gomes tinha aberto o marcador, mas o Peñarol empatara. E Madjer rematou, de longe, com a bola amarela a entrar ‘em câmera lenta’ para fixar o resultado final.

O FC Porto vai exibir de novo esse jogo, às 11h15, no Auditório Fernando Sardoeira Pinto.


Mais partilhadas da semana

Subir