Desporto

Elsa revela plano de Bruno contra Carlos Vieira: “Temos que lixar o gajo”

Elsa Tiago Judas afirmou que Bruno de Carvalho lhe prometeu a direção dos serviços jurídicos, caso fosse eleito presidente do Sporting, se fingisse sair em rotura da lista para poder atacar a candidatura de Carlos Vieira.

Em entrevista à CMTV, a advogada revelou vários pormenores da “proposta ignóbil” que lhe foi feita numa reunião a 9 de julho, em casa de Trindade Barros e na qual esteve presente Bruno de Carvalho.

Com conhecimento de que Carlos Vieira se preparava para avançar, Trindade Barros terá proposto que Elsa Judas desistisse de liderar a lista à Mesa da Assembleia-Geral (MAG, agora encabeçada pelo referido Trindade Barros) “fingindo” uma zanga.

A ideia surgiu porque estariam em curso negociações para uma fusão das listas de Bruno de Carvalho e Carlos Vieira, mas com este último a vetar a presença de Elsa Judas.

“Sabes que ele não morre de amores por ti”, disse Trindade Barros a Elsa Judas, segundo esta.

Ao saber do alegado veto de Carlos Vieira, “Bruno de Carvalho mostrou-se indignadíssimo” e “usou de vários impropérios”, continuou.

“Temos que lixar esse gajo”, disse Bruno de Carvalho, de acordo com a versão apresentada por Elsa Judas.

Esta cairia das listas, “fingindo” uma zanga, e seria recompensada, em caso de vitória nas eleições, “com a direção dos serviços jurídicos”.

Propôs então o ex-presidente: “E se a doutora Elsa fingisse que está zangada?”

“Eu sairia numa aparência de rotura com ambos, fingida, e iria para os meios de comunicação social dizer mal da candidatura de Carlos Vieira”, continuou Elsa Judas.

“Juro pela saúde da minha mãe. Disse não àquela proposta ignóbil e saí”, garantiu.

A advogada só lamentou não ter provas dessa conversa, pois sabe que é a palavra dela “contra a deles”.

“Eu não posso legalmente provar isto, às vezes os telemóveis caem e gravam sozinhos, mas não é aceite como prova”, considerou.

Elsa Judas revelou ainda que, depois da reunião, ligou imediatamente “ao doutor Carlos Vieira”, para lhe dar conta de uma reunião que “tinha sido uma cilada”.

“Já estavam os dois combinados para me convencerem a aceitar esta proposta ignóbil”.

Mais partilhadas da semana

Subir