Nas Notícias

Diretor da TVI ataca “hipocrisia” das críticas à entrevista de Mário Machado

Sérgio Figueiredo, diretor de informação da TVI, defendeu a “irrelevante” entrevista a Mário Machado mesmo contra o Sindicato dos Jornalistas e apontou o dedo à “hipocrisia” de quem a criticou.

Numa entrevista ao Diário de Notícias, o responsável da TVI defendeu o direito de uma “personagem” da extrema-direita ser convidado a expressar-se num canal generalista, mesmo reconhecendo que a entrevista foi “irrelevante”.

“Irrelevante porque, felizmente, uma personagem com aquelas características não tem relevo na sociedade, não é representativa. E inoportuna, de facto, porque as democracias não se estão a tratar muito bem a si próprias”, argumentou.

Como Mário Machado foi convidado pelo ‘Você na TV’, que é um programa de entretenimento, Sérgio Figueiredo criticou a atuação do Sindicato dos Jornalistas.

“Isto está tão nebuloso e confuso – acho mesmo que as pessoas estão de cabeça perdida -, que o próprio Sindicato dos Jornalistas confundiu os planos”, considerou.

Quando questionado sobre a presença de Mário Machado num formato informativo (o líder neonazi foi, depois, ao ‘SOS 24’), o diretor da TVI insistiu em desviar o caso para “o Goucha e o ‘Você na TV'”.

“O Manuel Luís Goucha, por maior contraditório que tentasse fazer, não é um ativista que represente as pessoas que são o alvo daquela figura. Esperámos que o senhor saísse do estúdio e tomámos a decisão de colocá-lo perante um contraditório de facto, com um ativista da Associação SOS Racismo”, frisou.

A TVI não imaginava que a polémica atingisse “a dimensão que atingiu”.

“Há muita hipocrisia e falso moralismo, acho mesmo. Aquilo tem a dimensão que tem, não justifica a polémica que existiu”, criticou o diretor de informação da TVI.

Mais partilhadas da semana

Subir