Fórmula 1

Daniel Ricciardo na Renault até 2020

Contrariando negociações noutro sentido Daniel Ricciardo assinou um contrato válido por duas temporadas com a Renault, não se confirmando assim a continuidade na Red Bull Racing.

O australiano torna-se assim no primeiro piloto vencedor de grandes prémios ao serviço da Reault desde Robert Kubica em 2010, e deverá ser substituído na Red Bull Racing por Pierre Gasly, atual piloto da Toro Rosso. Uma evolução lógica do piloto francês.

Foi a própria Renault quem confirmou a contratação de Ricciardo, que considerou a opção pela equipa de Enstone “uma das decisões mais difíceis” da sua carreira. O piloto de Perth deixa a Red Bull com sete vitórias no seu currículo.

“Foi sem dúvida uma das decisões que tomei na minha carerira, mas penso que é o momento certo para me lançar num novo desafio. Sei que há muito trabalho para a Renault atingir o seu objetivo, que será estar ao mais alto nível. Mas fiquei impressionado com os seus progressos em apenas dois anos e sei que cada vez que lançou este tipo de desafio acabaram por triunfar. Espero ser capaz de os ajudar neste percurso, tanto na pista como fora dela”, afirma Daniel Ricciardo após o anúncio.

Já Cyril Abiteboul refere que esta contratação “é um sinal da determinação” da Renault em acelerar o ritmo de evolução “em direção aos lugares mais altos da classificação”. Sublinhando: “É também o reconhecimento do trabalho feito ao fim de duas épocas e meia. O talento e o carisma incontestável de Daniel obriga-nos a dar o nosso melhor para conseguir o melhor carro possível. É com confiança e humildade que acolhemos Daniel na nossa equipa em 2019”.

Na Renault Ricciardo substituirá Carlos Sainz Jr ao lado de Nico Hulkenberg, que já se mostrou agradado pela escolha do australiano, acolhendo-o desde já como futuro companheiro de equipa:

Mais partilhadas da semana

Subir