Cultura

Bye-Bye, King. O rei dos blues partiu, no mesmo dia de Sinatra

No dia em que se assinala o aniversário da morte de Frank Sinatra, os Estados Unidos perdem mais um nome maior da música, B.B. King, o rei dos blues.

Depois de internamentos e cuidados de saúde domiciliários, por culpa da diabetes, B. B. King deixa a guitarra Lucille sem dono. Partiu nesta quinta-feira, em Las Vegas, nos EUA, aos 89 anos de idade.

Uma coincidência marca a despedida de B.B. King: também a 14 de maio, mas em 1998, morreu a voz. A voz de Frank Sinatra.

O guitarrista e cantor, que colocou o mundo a seus pés, com temas únicos, viu o seu talento reconhecido, sobretudo, por um público arrebatado. Os 15 Grammy que conquistou são resultado desse talento, de uma paixão pelos blues.

Riley Ben King punha palavras e sentimentos na guitarra, que dominava, que o dominava. A sua voz incomparável conversava com as suas Lucille, num diálogo perfeito, de parada e resposta.

Nasceu no Mississippi, a 16 de setembro de 1925, e parte a caminho dos 90 anos. A sua guitarra, a sua eterna apaixonada, já toca os acordes da saudade.

Recorde B.B. King, em Montreux, interpretando ‘The Thrill is Gone’.

Mais partilhadas da semana

Subir