Desporto

Bruno “disponível” para a SAD do Sporting, sem salário e “com o Varandas no clube”

O único presidente destituído na história do Sporting manifestou-se hoje “disponível” para regressar à SAD leonina, mesmo com Frederico Varandas na presidência do clube.

Bruno de Carvalho fez uma declaração de amor ao Sporting no comentário semanal na rádio ‘Estádio’ e disse que não está pronto para regressar ao clube de forma gratuíta, recebendo apenas retroativos quando os leões forem campeões. “Estou-me a oferecer humildemente ao clube que amo. Não quero nada, só quero ajudar e fazer o que sei fazer. Amo de morte o Sporting”.

O antigo líder diz que está pronto para avançar. “Predisponho-me a ir para a frente da SAD do Sporting imediatamente com o Varandas no clube. Não quero salário, não quero carro, nem cartões. Não quero nada do Sporting. Só quero receber no dia em que o Sporting for campeão nacional de futebol de seniores masculino”, afirmou Bruno de Carvalho.

O ex-presidente diz que a atual administração poderá manter Salgado Zenha (administrador financeiro) na SAD e ter Varandas na liderança do clube.

“Não interessa nada se fui expulso ou não. Não quero nada. Não consigo mais ver esta destruição e guerra civil. Amo muito este clube e continuar a fingir que estou alheado de algo que não consigo”.

Bruno de Carvalho diz ainda que tentou afastar-se do clube mas não consegue. “Confesso que me tentei afastar um pouco daquilo que era o Sporting, a instituição”, explicou o ex-presidente do Sporting, no comentário semanal na rádio ‘Estádio’.

E prosseguiu: “Eu amo o Sporting. Não consigo afastar este sentimento. Não consigo. Não consigo. Não consigo ver mais o que se passa no Sporting sem que isso me afeto. Dizem que estou feliz com o que se passa no Sporting mas não. Não me rio. Nunca o fiz nem era agora. Tem que ver com a minha essência. Tenho um amor grandioso. Vou levar este amor para além da morte. Por muito que eu queira não consigo. Quero que as pessoas tenham a noção clara que a única coisa que me move é querer ver o Sporting estável e a desenvolver-se como estava, um Sporting ganhador. Não me digam que é populismo. É amor e acreditar que os nossos fundadores estavam certos.”

O antigo presidente verde e branco reitera: “Não quero nada do Sporting. Nunca quis. Quero ver o Sporting estável, ganhador e a desenvolver-se. Os especialistas dizem que o Sporting daqui a 15 ou 20 anos será campeão. Ok. Eu espero. Eu ofereço-me. O atual responsável financeiro pode ser o meu braço direito. Não quero receber nada, zero, zero, zero, zero. Tomava conta das modalidades também. Vamos parar todos com isto.”

Bruno de Carvalho diz que só quer ajudar o Sporting a ser um clube “estável” e quer colocar o clube “acima de tudo”. “Não vou engolir sapos mas sim crocodilos. Mas eu amo o Sporting. Estou disponível”, sublinhou o antigo presidente.

259Shares

Mais partilhadas da semana

Subir