Mundo

“A segunda vaga não é inevitável, apesar do claro risco de ressurgimento do surto”

A Organização Mundial de Saúde (OMS) está preocupada com o “claro risco de ressurgimento” do vírus da covid-19, mas salientou que a temida segunda vaga “não é inevitável”.

De acordo com o diretor regional para a Europa, Hans Kluge, o mundo “aprendeu muito” sobre a doença e estará “mais preparado” caso chegue uma segunda vaga do novo coronavírus.

“A segunda vaga não é algo inevitável, apesar de cada vez mais países levantarem as restrições e de existir um claro risco de ressurgimento do surto”, adiantou Kluge.

Resta esperar por uma vacina, porque “as coisas não estão melhores do que no início do ano”.

“A boa notícia é que aprendemos muito após a primeira vaga e, se houver uma segunda, estaremos mais preparados”, finalizou.

0Shares

Em destaque

Subir