Hoje é dia

16 de julho, a National Geographic publica as primeiras imagens a cores do fundo do mar

A 16 de julho de 1926, a revista National Geographic publica as primeiras fotografias a cores do fundo do mar. Um feito histórico que serve de homenagem aos profundos avanços no conhecimento dos oceanos.

A efervescência teórica e prática do conhecimento marítimo abriu caminhos para grandes feitos, todos eles diferentes, mas com um denominador comum: permitir ao Homem avançar nesse conhecimento. De inúmeras formas, o ainda escasso saber humano sobre as profundezas oceânicas foi sendo corrigido.

Hoje, assinala-se um ponto de um mapa que traça o caminho no sentido desse saber. A 16 de julho de 1926, a revista National Geographic procede à publicação das primeiras fotografias a cores do fundo do mar.

Este feito com o selo da National Geographic resulta de uma missão notável, que servia de base ao trabalho da revista: permitir aos seus leitores ver a realidade como ela é. E a realidade tem cor. Não é a preto e branco.

A busca pela exibição do mundo da forma mais rigorosa possível levou a que o fundo do mar fosse fotografado a cores, imagem que é divulgada pela primeira vez neste dia, em 1926.

A partir deste dia, jornalistas e fotógrafos profissionais alargaram a sua missão e tornaram-se verdadeiros exploradores. Este facto de 16 de julho de 1926 merece, também por isso, um sublinhado especial.

Neste dia, em 622, tem início o Calendário Islâmico, com a fuga do profeta Maomé para Medina, na Arábia Saudita. Também a 16 de julho, mas em 1228, São Francisco de Assis é canonizado pelo Papa Gregório IX, na Basílica de São Francisco de Assis em Assis.

Em 1377, Ricardo II é coroado Rei de Inglaterra, sucedendo a Eduardo III, o seu avô. Já em 1482 é impresso o primeiro atlas mundial, da autoria de Claudius Ptolemy. No ano de 1790 , a Residence Act é rubricada, documento que concede Presidente dos EUA em exercício, George Washington, o poder de escolher o local da nova capital norte-americana.

No dia 16 de julho de 1917, os bolcheviques iniciam a tomada do poder na Rússia, ação que culmina na Revolução Russa. Exatamente um ano mais tarde, executam o czar Nicolau II e a sua família.

E em 1945, durante a II Guerra Mundial, no âmbito do Projecto Manhattan, os norte-americanos detonam a primeira bomba atómica no deserto de Alamogordo, Novo México.

O Lançamento da missão espacial norte-americana Apollo 11 dá-se em 1969, na Florida, na primeira missão tripulada a chegar à Lua. Em 1984, dá-se o ‘Massacre do McDonald’s’, da responsabilidade de James Oliver Huberty, que ataca uma cadeia de restaurantes, matando mata 21 pessoas.

No dia 16 de julho de 2005, é lançado o sexto livro da série Harry Potter: ‘Harry Potter and the Half-Blood Prince [‘Harry Potter e o Príncipe Misterioso’].

Nasceram neste dia Clara de Assis, santa católica (1194), Andrea del Sarto, pintor italiano (1486), Marc René, militar francês (1714), Frits Zernike, físico alemão, Nobel de Física (1888), Ginger Rogers, atriz, dançarina e cantora norte-americana (1911), Reinaldo Arenas, poeta cubano (1943), e Larry Sanger, cofundador da Wikipédia (1968).

Morreram a 16 de julho Sverker II, rei da Suécia (1210), Papa Inocêncio III (1216), Ana de Cleves, quarta rainha consorte de Henrique VIII de Inglaterra (1557), Frei Bartolomeu dos Mártires,arcebispo de Braga (1590), Pedro António de Menezes Noronha de Albuquerque, administrador colonial português, vice-rei do Brasil e da Índia Portuguesa (1731), Hilaire Belloc, escritor britânico (1953), John F. Kennedy, Jr., advogado, jornalista e editor americano (1999), e Barbosa Lima Sobrinho, advogado, jornalista, ensaísta, historiador e político brasileiro (2000).

A Igreja Católica assinala hoje Nossa Senhora do Carmo (ou Nossa Senhora do Monte Carmelo).

47Shares

Em destaque

Subir