Hoje é dia

30 de julho, nasce Eunice Muñoz, uma das maiores atrizes portuguesas

No dia 30 de julho de 1928, nasceu, na Amareleja, Eunice Muñoz, mulher das Artes que viria a cumprir o sonho de ser atriz, tornando-se numa referência da representação em Portugal.

É considerada uma das melhores atrizes portuguesas de todos os tempos, uma referência, no cinema, na televisão e, sobretudo, no teatro, chão que ainda pisa, numa carreira notável.

Hoje é dia de fazer uma vénia a Muñoz, no dia em que cumpre mais um aniversário de um longa vida, que será sempre curta de mais, em virtude da dimensão do seu trabalho e do seu contributo para a arte que encarnou, desde muito jovem.

Membro de uma família de atores, Eunice Muñoz aprendeu a lidar com o teatro. A estreia dá-se em 1941, na peça ‘Vendaval’, de Virgínia Vitorino, com a Companhia Rey Colaço/Robles Monteiro, no Teatro Nacional D. Maria II.

Poucas representações bastaram para se perceber a imensidão do seu talento. Palmira Bastos, Raul de Carvalho, João Villaret e Amélia Rey Colaço reconheceram o diamante em bruto, que teria de ser lapidado naquela companhia. Como aluna da Escola de Teatro Conservatório Nacional, torna-se célebre em ‘A Casta Susana’, de Georg Okonkowikski. Termina o Conservatório, com 18 valores.

Eunice vai sendo lapidada – popularizando-se no Teatro Variedades, ao lado de Vasco Santana e Mirita Casimiro –, até que em 1946 se estreia no cinema. E fá-lo com distinção, com uma representação premiada, no filme ‘Camões’, de Leitão de Barros.

Apesar de ter encarnado diversas artes, entre as quais a declamação de poemas, o teatro foi sempre a sua casa e em décadas de carreira contracena com grandes nomes, em peças de grandes autores, nos maiores palcos nacionais.

Coleciona prémios e distinções, o público verga-se perante a grande atriz contemporânea. O mesmo público que aguarda pela sua recuperação.

Nasceram a 30 de julho Giorgio Vasari, arquiteto e pintor italiano (1511), Henry Ford, fabricante de automóveis norte-americano (1863), Vladimir Zworykin, engenheiro eletrónico naturalizado norte-americano, inventor da televisão (1889), Eunice Muñoz, atriz portuguesa (1928), Nicolau Breyner, ator português (1940), Paul Anka, cantor e compositor canadiano (1941), Arnold Schwarzenegger, ator austríaco naturalizado norte-americano e governador da Califórnia (1947), e Kate Bush, cantora inglesa (1958).

Morreram neste dia o Papa Bento I (579), Otto von Bismarck, político alemão (1898), Guilhermina Suggia, violoncelista portuguesa (1950), Julia Robinson, matemática norte-americana (1985), Verner Suomi, norte-americano considerado o pai da meteorologia por satélite (1993), Ingmar Bergman, realizador e dramaturgo sueco (1993), e Michelangelo Antonioni, realizador italiano (1993).

Mais partilhadas da semana

Subir