Benfica

Quatro arguidos em investigação ao Benfica sobre branqueamento de capitais e fraude fiscal

Uma investigação a crimes de branqueamento de capitais e fraude fiscal ao Benfica levou à constituição de quatro arguidos, disse hoje à agência Lusa fonte policial.

Contactada pela Lusa, fonte do Ministério Público confirmou “a realização de buscas no âmbito de um inquérito dirigido pelo Ministério Público do DIAP (Departamento de Investigação e Ação Penal) de Lisboa”.

“Neste inquérito investigam-se factos suscetíveis de integrar a prática de crimes de branqueamento de capitais, tendo como ilícito precedente o crime de fraude fiscal”, acrescentou a mesma fonte da Procuradoria-Geral da República (PGR).

O caso está a ser investigado pela secção de branqueamento de capitais da Unidade Nacional de Combate à Corrupção da PJ.

 

Mais partilhadas da semana

Subir