Nas Redes

Cria página no Facebook e hashtag para denúncia de abusos dos patrões

Joyce Fernandes, uma brasileira que foi empregada doméstica, criou uma página do Facebook e a hashtag #EuEmpregadaDoméstica para reunir denúncias feitas por vítimas de abusos de patrões. E não tem mãos a medir com tanta queixa.

Uma brasileira de 31 anos, professora de História e ex-empregada doméstica, já foi vítima de abusos dos patrões. E teve uma ideia: criar um espaço de denúncia de situações semelhantes.

Para o efeito, criou uma página do Facebook, chamada ‘Eu Empregada Doméstica’ e uma hashtag com o mesmo nome. A página cresceu até aos 113 mil fãs (número naturalmente provisório) e a etiqueta é uma das mais usadas.

A própria criadora desta página partilhou um caso de abuso que sofreu. “Joyce, foste contratada para cozinhar para a minha família, e não para ti. Por favor, traz uma marmita e um par de talheres e se possível coma antes de nós na mesa da cozinha”, exigiu-lhe a mulher que a contratou.

Na sua página, estão reunidos testemunhos semelhantes, de pessoas que contam histórias de humilhação ou desrespeito, por terem sido contratadas para fazer serviços domésticos.

O sucesso da página de Joyce Fernandes é assinalável. Mede-se nã apenas pelos números de fãs, mas pelos posts e, sobretudo, pela quantidade de reações.

Veja um dos posts partilhados na página.


Patrocinado

Newsletters PT Jornal

Selecione as newsletters

Mais partilhadas da semana

Subir