Hoje é dia

13 de maio, nasce o médico e investigador Georgios Papanicolaou

No dia 13 de maio de 1883, nasce Georgios Papanicolaou, médico e investigador grego que se naturalizou norte-americano, pioneiro no estudo da citologia e na deteção precoce dos cancros do colo do útero, da vagina e do endométrio. Foi o criador do Teste de Papanicolau, exame de referência para as mulheres, na medicina atual.

Georgios Papanicolaou nasceu na Grécia, a 13 de maio de 1883, formando-se em medicina na Universidade de Atenas, em 1904, com doutoramento na Alemanha, na Universidade de Munique.

Concluída a sua formação, emigrou para os Estados Unidos, no ano de 1913. Leciona na Universidade de Cornell, em Nova Iorque, onde realiza diversos estudos nas áreas da patologia e da bioquímica. Por esta altura, desenvolve o teste de esfregaço, em cobaias, juntamente com o médico C. K. Stockard.

Deu seguimento a este trabalho com outro médico, Joseph E. Shorr, deixando as cobaias e aplicando o teste em seres humanos. Georgios Papanicolaou consegue, então, identificar as primeiras células de cancro do colo do útero.

Papanicolaou torna-se cidadão norte-americano em 1927 e no ano seguinte divulga esta sua descoberta, que não teve grande crédito junto da comunidade médica e científica.

Apenas no ano de 1943 se percebeu o real alcance do teste, graças à publicação do livro ‘Diagnosis of Uterine Cancer by the Vaginal Smear’, em coautoria com o ginecologista e obstetra Herbert F. Traut.

Nasce então o Teste Papanicolau, exame que adquire o nome do seu grande impulsionador, Georgios Papanicolaou. Em todo o mundo é feito o teste, que tem como objetivo a prevenção dos cancros do colo do útero, da vagina e do endométrio.

Georgios viria a ser galardoado com o Prémio Lasker, em 1950, como reconhecimento do seu contributo na área medicina científica. Morreu em Nova Jérsia, a 19 de fevereiro de 1962. Hoje, dia em que se assinala o seu nascimento, recorda-se uma referência na luta contra aquelas doenças.

Neste 13 de maio, em 1917, três pastorinhos declaram ter visto uma aparição da Virgem Maria, numa azinheira, em Fátima.

Exatamente no mesmo dia, em 1981, o Papa João Paulo II sofre um atentado, na Praça de São Pedro, no Vaticano.

A 13 de maio de 1982, João Paulo II visita pela primeira vez o Santuário de Fátima, por considerar que foi salvo por Nossa Senhora.

E em 2017, no centenário das aparições, o Papa Francisco também visita Portugal.

Nasceram neste dia Maria de Brabante, rainha da França (1254), o Papa Inocêncio XII (1615), o Papa Inocêncio XIII (1655), Sebastião José de Carvalho e Melo, Marquês de Pombal (1699), Francisco Vieira, pintor português (1765), D. João VI de Portugal (1767), Papa Pio IX (1792), Georgios Papanikolaou, médico grego (1883), e Stevie Wonder, compositor, cantor e ativista norte-americano (1950).

Morreram a 13 de maio Gary Cooper, ator norte-americano (1961), Chet Baker, trompetista de norte-americano (1988), e Waldemar Levy Cardoso, último militar brasileiro a deter a patente de marechal (2009).

Hoje, assinala-se o aniversário da primeira aparição de Nossa Senhora em Fátima. É também o Dia Europeu do Melanoma.

Mais partilhadas da semana

Subir