Hoje é dia

10 de junho, Dia de Portugal, Dia de Camões e das Comunidades Portuguesas

Bandeira_Portugal_900Hoje é Dia de Portugal, de Camões e das Comunidades Portuguesas. Nesta data, assinala-se a morte do poeta Luís de Camões e enaltecem-se os feitos passados do povo português. E recorda-se o enorme Ray Charles, que morreu a 10 de junho de 2004.

A data da morte de Luís Vaz de Camões, em 1580, deu origem ao Dia de Portugal, de Camões e das Comunidades Portuguesas. Até ao 25 de abril de 1974, celebrava-se a 10 de junho o Dia de Camões, de Portugal e da Raça. A partir da Revolução dos Cravos, a comemoração ganhou uma nova dimensão.

A origem do Dia de Portugal encontra-se nos trabalhos legislativos após a Proclamação da República, a 5 de outubro de 1910. Um decreto que definia os feriados nacionais é publicado, sendo que alguns feriados religiosos são eliminados, para reduzir a influência social da Igreja Católica e na criação de um Estado laico.

Luís de Camões assumia-se como um génio da Pátria, sendo que os republicanos atribuíam enorme importância ao 10 de junho, dia da morte do poeta. Curiosamente, a celebração da República tinha um cariz mais municipal. Este dia acabou por representar um modo de invocar as glórias camonianas.

O 10 de junho começa por ser particularmente exaltado com o Estado Novo e o Dia de Camões passou a ser festejado a nível nacional. No entanto, ao contrário dos republicanos, que pretendiam um Estado laico, Salazar quis que Camões fosse símbolo nacionalista e propagandístico.

Antes da Revolução dos Cravos, 10 de Junho era o ‘Dia de Camões, de Portugal e da Raça’ (este último epíteto criado por Salazar na inauguração do Estádio Nacional,em 1944). A partir de 1963, esta data tornou-se também numa forma de homenagear as Forças Armadas. A Terceira República converte a celebração, em 1978, para ‘Dia de Portugal, de Camões e das Comunidades Portuguesas’.

A viagem pela história do 10 de junho começa em 1776, nos EUA. O Congresso de Filadélfia aprova a Declaração de Independência dos estados da união, neste dia. Em Inglaterra, realiza-se neste dia, em 1829, a primeira regata entre Oxford e Cambridge.

Já em 1924, Giacomo Matteotti, deputado e secretário-geral do Partido Socialista Italiano, é por um grupo fascista. Destaque ainda para uma perda irreparável, nas Artes, com a morte de Ray Charles, em 2004.

A NATO anuncia a 10 de junho de 1999 o fim dos bombardeios aéreos contra a Jugoslávia, após 79 dias de ataques. A ONU autoriza o movimento da força internacional para o Kosovo e a criação de uma administração interina para o território.

Nasceram neste dia Jacques Marquette, missionário jesuíta e explorador francês (1637), Gustave Courbet, pintor francês (1819), Theodor Philipsen, pintor dinamarquês (1840), Pierre Duhem, físico francês (1861), Frederick Cook, explorador polar e psiquiatra norte-americano (1865), e Judy Garland, cantora e atriz norte-americano (1922).

Morreram neste dia ‘Alexandre, o Grande’ (323 aC), Luís Vaz de Camões, poeta português (1580), André Marie Ampère, físico e matemático francês (1836), Antoni Gaudí, arquiteto espanhol (1926), Spencer Tracy, ator norte-americano (1967), George Wells Beadle, cientista norte-americano, Nobel da Medicina (1989), e Ray Charles, cantor e pianista norte-americano (2004).

Quer receber o Hoje é Dia todos os dias na sua caixa de correio?


Patrocinado

Apps PT Jornal

Descarregar na App StoreDescarregar do Google Play

Newsletters PT Jornal

Selecione as newsletters

Mais partilhadas da semana

Subir
error: