Ciência

Vacinas, medicamentos e testes para a covid-19 custam 27 900 milhões de euros

A Organização Mundial da Saúde (OMS) estimou que a produção de vacinas, medicamentos e testes para a covid-19 vai custar 31 300 milhões de dólares, cerca de 27 900 milhões de euros.

O número é apresentado na véspera da conferência mundial de doadores, que tem a Comissão Europeia como um dos organizadores.

De acordo com a OMS, o programa lançado a 24 de abril, para acelerar o desenvolvimento, a produção e o acesso equitativo a novos meios de diagnóstico, terapias e vacinas contra o novo coronavírus, necessita de um financiamento de 31 300 milhões de dólares ao longo do próximo ano.

Os doadores já se tinham comprometido a avançar com 3400 milhões de dólares, cerca de 3030 milhões de euros.

O desenvolvimento de vacinas contra a covid-19 representa o financiamento mais pesado, sendo precisos 16 100 milhões de euros.

“É um investimento que vale a pena ser feito. Se não nos mobilizamos agora, os custos humanos e as repercussões económicas vão agravar-se”, defendeu Ngozi Okonjo-Iweala, a enviada especial da OMS para a iniciativa ‘ACT Accelerator’.

0Shares

Em destaque

Subir