Cultura

Tribunal alemão rejeita recurso para prender novamente Puigdemont

Um tribunal alemão rejeitou hoje um recurso para voltar a deter o antigo líder catalão Carles Puigdemont, enquanto o Ministério Público pediu ao Supremo Tribunal do Estado de Schleswig-Holstein (norte) que se pronuncie sobre uma extradição para Espanha.

Puigdemont foi detido pela polícia alemã a 25 de março após atravessar a fronteira alemã vindo da Dinamarca.

A Espanha emitiu, então, um mandado de detenção europeu e de extradição sob as acusações de rebelião e de uso inapropriado de fundos públicos, queixas com base no não autorizado referendo de independência da Catalunha, realizado em 2017.

Puigdemont foi libertado a 06 de abril depois de tribunal ter indicado que o antigo presidente da Generalitat não poderia ser extraditado.

No entanto, hoje, o Ministério Público de Schleswig-Holstein indicou que, face a novas informações fornecidas pelas autoridades espanholas, será aparentemente possível proceder à extradição.

Mais partilhadas da semana

Subir