Motores

Segundo lugar que soube a pouco para Álvaro Parente em Watkins Glen

Álvaro Parente voltou a subir ao pódio na primeira corrida do fim de semana do Blancpain GT World Challenge America em Watkins Glen.

O piloto português, que dividiu mais uma vez o Bentley Continental GT3 # 9 da K-PAX Racing com Andy Soucek, terminou a prova na segunda posição, mas não ficou totalmente satisfeito, já que a vitória podia ter sido alcançada.

No traçado nova-iorquino o equilíbrio na competição que é, na prática, o Campeonato GT da América do Norte, foi por demais evidente, mas Parente conseguiu fazer a diferença na primeira metade da corrida, conseguindo uma vantagem de mais de três segundos sobre o segundo classificado.

Esta diferença poderia ter sido suficiente para uma paragem nas boxes e troca de pilotos sem perder a liderança, mas quando o fez, estavam disputados 44 minutos de prova, o piloto do Porto perdeu tempo com um concorrente mais lento à entrada do ‘pit-lane’. Isso acabou por atirar a dupla do Bentley # 9 para a segunda posição, nunca mais tendo sido possível a Soucek recuperar o comando, terminado a quase três segundos dos vencedores, Daniel Serra e Toni Vilander, em Ferrari 488 GT3.

“Tive um turno muito bom, muito, muito bom. No início adotei uma postura de gestão, mas, sobretudo, no meio. No final, dei tudo o que tinha. Foi um daqueles turnos em que senti que estava totalmente em controlo, o Bentley estava muito rápido e tudo estava a correr muito bem”, começou por dizer Álvaro Parente após a prova.

O piloto português lamenta o que se passou depois: “Fiquei atrás de um carro que estava a dobrar. A caminho do ‘pit-lane’ ele estava muito lento na última curva e perdemos em quatrocentos metros toda a vantagem que construi nos primeiros 40 minutos. Foi muito frustrante”.

“A paragem nas boxes não correu bem e perdemos a corrida nestes dois momentos-chave. Mal posso acreditar. Seja como for, tenho de agradecer ao Steve (Conover) por meter dado a mim e ao Andy o carro que queríamos. Ainda não consigo acreditar que não vencemos esta corrida”, explicou também Parente.

Na prova de hoje será Andy Soucek a arrancar, que qualificou o Bentley Continental GT3 número nove no sétimo posto, estando o português determinado em recuperar para alcançar mais um bom resultado. “Temos ainda uma corrida pela frente este fim-de-semana e vamos dar o máximo. A nossa posição na grelha de partida não é fantástica, mas vamos lutar para conseguirmos terminar bem classificados e marcar mais pontos para o campeonato”, sublinha Álvaro Parente.

1Shares

Mais partilhadas da semana

Subir