Mundo

Ryanair despede portugueses que encenaram fotografia no aeroporto de Málaga

Os seis funcionários da Ryanair que encenaram uma fotografia em Málaga, para fazer crer que estavam a dormir no chão do aeroporto por falta de condições laborais, foram despedidos pela companhia aérea.

O caso da fotografia de uma tripulação portuguesa da Ryanair a dormir no chão, no aeroporto de Málaga, terminou em despedimento, revela o Jornal de Notícias.

“Estes seis elementos de cabine do Porto foram despedidos no dia cinco de novembro por quebra contratual”, escreve aquele diário, que teve acesso a um comunicado da Ryanair.

O episódio ocorreu em outubro, durante a tempestade tropical Leslie, que obrigou ao cancelamento de quatro voos.

Um grupo de seis funcionários decidiu encenar um cenário de desgaste, encenando uma fotografia em que surgem a dormir no chão.

Veja a imagem criada:

Mais tarde, imagens de videovigilância comprovaram que se tratava de uma encenação.

Segundo escreve o Jornal de Notícias, os trabalhadores são acusados de “conduta grosseira”, para “suportar falsas alegações”.

Mais partilhadas da semana

Subir