Motores

Quarto lugar mantém Henrique Chaves na disputa do campeonato GT Open

Depois do pódio conseguido na véspera, Henrique Chaves voltou a estar em destaque na segunda corrida do fim de semana do International GT Open em Barcelona hoje disputada no Circuito da Catalunha.

Aos comandos do McLaren 750S GT4 # 56 da Teo Martín Motorsport, que mais uma vez dividiu com o croata Martin Kodric, o piloto português terminou na quarta posição, depois de uma boa recuperação. O que o diexa numa melhor posição para disputar o título.

Mas foi uma jornada complicada para Henrique Chaves, já que depois de ter conseguido a ‘pole position’ provisória não a conseguiu manter, pois não logrou melhorar o seu tempo devido ao tráfego em pista, ‘caindo’ para o nono lugar da grelha de partida.

A corrida seria bastante complicada, mas o piloto de Torres Vedras era oitavo no final da volta inaugural. Mas até às obrigatórias paragens nas boxes a ordem não se alterou e Chaves entregou o McLaren # 59 a Kofric entre os oito primeiros. O piloto croata conseguiria então realizar uma recuperação que o levou à quarta posição final.

Henrique Chaves aponta a qualificação como determinante no desfecho da prova: “Estava rápido na qualificação e fui o mais rápido com o primeiro jogo de pneus, mas com o segundo nunca encontrei uma volta ‘limpa’. Não consegui colocar os pneus na temperatura certa devido ao tráfego e na minha volta lançada encontrei um carro lento e perdi muito tempo”.

“Na corrida tudo correu como o previsto. Recuperamos e terminamos em quarto, o que nos permite ‘limpar’ o ‘handicap’ para a ronda de Monza. Esperávamos melhores resultados neste circuito, mas por um motivo ou por outro as coisas não nos correram bem”, enfatiza o piloto português.

Mas a próxima prova poderá dar mais possibilidades à dupla luso-croata, como faz questão de salientar Henrique Chaves: “Estamos mais próximos do primeiro lugar do campeonato e vamos dar o máximo até ao derradeiro momento. Em Monza não teremos ‘handicap’ em nenhuma das corridas e vamos trabalhar para lutarmos pelas vitórias em ambas”.

Fica então depositada grande esperança na ronda italiana do International GT Open na ‘Catedral da Velocidade’, agendada para 12 e 13 de outubro.

1Shares

Mais partilhadas da semana

Subir