Motores

Prova produtiva para Gil Antunes em Castelo Branco

GilAntunesCasteloBranco4

Gil Antunes e Diogo Correia saíram do Rali de Castelo Branco com um balanço muito positivo, já que a dupla cumpriu os objetivos a que se propôs nesta segunda prova do campeonato nacional.

Antunes centrou os seus esforços no Clio R3T Trophy, rodando próximo dos seus rivais desde início, ainda que tal tenha permitido apenas ser terceiro em termos de troféu e segundo entre os duas rodas motrizes nacionais.

O piloto de Sintra quis sobretudo não cometer erros, e apesar de não ter conseguido lutar pela vitória no troféu, conseguiu mostrar no primeiro dia que tinha andamento para se bater pelas posições cimeiras.

“Partimos para o rali com a vontade de lutar pela vitória. Tentamos aplicar uma toada forte logo no primeiro dia, ainda vencemos uma das especiais, mas mesmo assim não foi suficiente para chegar à liderança”, conta Gil Antunes.

GilAntunesCasteloBranco3

“No domingo voltamos a entrar fortes, mas os nossos adversários continuaram também eles a elevar ainda mais o andamento e não conseguimos anular a diferença. Com apenas mais três especiais para terminar o rali, optamos por baixar o andamento e gerir a margem que tínhamos e levar o carro até ao pódio final”, refere também o piloto sintrense.

“Fizemos os possíveis para chegar à vitória, mas os nossos adversários estiveram muito fortes, tenho que lhes dar os parabéns por isso, da nossa parte acho que evoluímos muito, sobretudo no asfalto, foi muito bom os resultados que conseguimos à geral, sobretudo num ano em que estamos com um nível competitivo muito bom”, conclui Gil Antunes.

Fotos: Nuno Pimenta

Mais partilhadas da semana

Subir