Nas Notícias

Prisão preventiva para o suspeito da morte de Mota Jr

O suspeito da morte do rapper Mota Jr vai ficar em prisão preventiva, de acordo com fonte judicial, citada sem identificação pela agência Lusa.

O arguido, de 26 anos, tinha sido detido pelo Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF) no Aeroporto Francisco Sá Carneiro (Porto), após ter regressado a Portugal num voo proveniente do Reino Unido, onde se terá escondido após o crime.

Presente a interrogatório judicial no Tribunal de Instrução Criminal de Sintra, o homem ficou sujeito à medida de coação de prisão preventiva.

O suspeito era alvo de um mandado de captura e detenção para efeitos de extradição, emitido por Portugal.

Sobre o homem recaem as suspeitas dos crimes de de roubo, sequestro e provável homicídio.

O inquérito corre termos no Departamento de Investigação e Ação Penal de Sintra.

Mota Jr foi dado como desaparecido a 15 de março, alegadamente vítima de sequestro violento em São Marcos, em Agualva-Cacém.

O corpo do rapper viria a ser encontrado a 18 de maio, numa zona de mato próxima à vila de Sesimbra.

0Shares

Em destaque

Subir