Motociclismo

‘Patrão’ do MotoGP faz ‘avisos’ a Jorge Lorenzo

As modestíssimas prestações de Jorge Lorenzo na Honda, somando maus resultados a quedas e lesões, têm deixado Carmelo Ezpeleta muito dececionado. O ‘patrão’ do MotoGP apelida mesmo de “triste” a figura que o piloto de Maiorca está a fazer.

O desempenho de Lorenzo é um incrível contraste com as performances do seu companheiro de equipa Marc Marquez, que para além deste ano ter colecionado vitórias acrescentou mais um título mundial ao seu palmarés.

Atualmente 19º no Campeonato do Mundo, com apenas 25 pontos, o titular da Honda # 99 é uma sombra do que já foi, rodando sempre pelas posições recuadas do pelotão quando não desiste, sendo também presença habitual na primeira qualificação, pois raramente tem conseguido estar no top fez do quarto treino livre.

Numa altura em que a ‘caravana’ se prepara para a derradeira jornada da temporada, em Valência, Carmelo Ezpeleta diz que Jorge Lorenzo tem de decidir o que fazer do seu futuro na modalidade.

“Penso que Lorenzo tem de tomar uma decisão. Dou-me bem com ele, gosto muito dele, mas tem de pensar o que quer fazer da sua vida. Se voltar a repetir o que fez até agora e que as suas costas continuem a doer (depois das quedas em Barcelona nos testes e em Assen), então acabou-se”, reitera o CEO do MotoGP.

Para Ezpeleta só há uma condição para o # 99 continuar na disciplina máxima do motoclismo: “Jorge tem de começar a pensar se pode recuperar e começar a ser o Lorenzo que todos conhecíamos, ou senão. Por ele e pelo campeonato. Não gosto de ver um tipo como ele a terminar uma corrida em 19º. Mas também não acho que possa forçar mais do que já esta a forçar”.

“Se vir que não está bem depois do último acidente em Assen então deve considerar parar. Mas estou convencido que se o Lorenzo que correu em Assen em 2013 depois da cirurgia à clavícula explica o que está a fazer agora. Ele não o percebe e isso entristece-me”, acrescenta o ‘patrão’ do MotoGP.

1Shares

Mais partilhadas da semana

Subir