Motores

Miguel Barbosa destaca “os pontos importantes” que leva da Madeira

Miguel Barbosa e Jorge Carvalho concluíram o Rali Vinho da Madeira na quarta posição do Campeonato de Portugal da especialidade (CPR) e no oitavo lugar da classificação geral da prova insular.

Embora tivesse começado bem o rali, conseguindo situar-se entre os três melhores do CPR na primeira etapa, vários imponderáveis acabaram por impedir que o resultado do piloto do BP Ultimate Vodafone Skoda Team fosse melhor.

Fotos: AIFA

Miguel Barbosa esperava recuperar os 11 segundos que o separavam do terceiro posto entre os participantes no campeonato nacional, mas o seu Skoda Fabia R5 teve alguns problemas e esse objetivo não foi possível de concretizar.

“Tivemos um problema com a suspensão da frente e fomos forçados a usar uma outra sem a mesma especificação e isso mexeu com o balanço do carro. Não tivemos por isso o setup que queríamos para conseguir lutar com o Armindo pelo lugar de pódio. Este derradeiro dia foi um misto de sensações”, referiu o piloto lisboeta.

Miguel Barbosa explica porque deixa a ilha da Madeira com um sabor agridoce: “Estivemos bem nalgumas ocasiões e noutras não. Os pontos do quarto lugar que levamos daqui são importantes, mas não era esse o objetivo. Vamos continuar a lutar. Ainda faltam algumas provas para o campeonato terminar”.

É tempo agora de recuperar forças na pausa de verão no Campeonato de Portugal de Ralis, que regressará a 6 e 7 de setembro com o Rali Terras D’ Aboboreira organizado pelo Clube Automóvel de Amarante.

Mais partilhadas da semana

Subir