Apresentações/Novidades

Mercedes lança Classe E Coupé e Cabrio

A Mercedes está já a alargar a sua gama no segmento médio superior, com o lançamento do renovado Classe E Coupé e Cabrio.

Uma imagem que alinha com a mais recente família da marca de Affalterbach, e que se propõe dar mais uma faceta de lazer e usufruto a um modelo que é habitualmente identificado como austero.

Para já as novas propostas estarão apenas disponíveis na versão AMG E 53

Sob a designação W213, a atual Classe E ganha agora um teor mais compacto que as mais convencionais limousine (três volumes e quatro portas) e carrinha. Aproveitando também para tornar o modelo mais apelativo e seguro, possui agora um sofisticado sistema de alarme – o Urban Guard.

É nos detalhes que se notam as diferenças, tendo como barómetro a única versão para já disponibilizada nas duas novas propostas; a AMG E 53. Uma máquina mais desportiva, que não menos equipada, sendo que a tecnologia percebida é notada assim que se entra no habitáculo.

Falamos dos novos sistema de ‘infotainment’ MBUX, composto por dois ecrãs de 26 centímetros numa versão normal, e por uns maiores de 31,2 centímetros numa mais evoluída opcional.

As diferenças da tecnologia percebem-se desde logo a bordo

Mas há, é claro, um cuidado especial, visível logo no posto de condução, com um volante redesenhado e com novas funções, destacando-se o sistema que permite manter a condução semi-autónoma ativa sem necessidade de movimentar o volante, como sucedia anteriormente.

Há também um novo programa chamado Energizing Coach, que atua no sistema de som, luzes ambiente e nos bancos para passagem, através de um algoritmo que ativa mediante o estado físico do condutor, deixando-o em alerta ou relaxado.

Pela primeira vez a Mercedes dota o Classe E de motorizações ‘mild-hybrid’ para os blocos a gasolina (M256) e diesel (OM 654), onde a energia dos sistemas elétricos deixa de se fornecida pelo motor de combustão.

Pela primeira vez o modelo conta com motorizações ‘Mild Hybrid’

Ar condicionado, sistema de apoio à condução ou direção assistida passam a ser alimentados por um gerador elétrico de 48 V, que é também capaz de fornecer um pico momentâneo de potência ao motor.

No que se refere a versões, a novidade é a E300d, que utiliza uma versão mais evoluída do motor OM 657 – um 2.0 litros de quatro cilindros – que é agora denominada na marca de OM 654 M.

Destaca-se pela potência, que ascende aos 264 cv, conseguidos através da adoção de dois turbo de geometria variável com refrigeração líquida e também de uma maior pressão do sistema de injeção, sendo que o gerador de 48 cv adiciona 20 cv em determinadas situações.

Estas duas propostas da Mercedes deverão chegar ao mercado antes do final do ano.

0Shares

Em destaque

Subir